Quarta-feira, 20 de Junho de 2012

[Spoilers] True Blood: 5x02 - Authority always wins

We are the Authority. I am the Authority.

 

O segundo episódio desta temporada conseguiu melhorar alguns pontos relativamente à season premiere, muito à custa daquele que será, em princípio, o arco principal deste ano. Fomos apresentados à Autoridade Vampírica, o grande bicho-papão de quem já ouvimos falar há 5 anos, e não fico desiludida com aquilo que me mostraram. Muito pelo contrário! Deu-me esperança que esta temporada não seja tão má como a pintam e que poderá até igualar em termos de qualidade (e interesse da minha parte) aqueles primeiros anos de True Blood. Aqui ficam os principais desenvolvimentos deste episódio.

 

TARA & PAM

Tara acordou uma vampira com muita raiva. Selvagem até. Não só morde Sookie mal tem oportunidade como aproveita para destruir a casa da (outrora) amiga quando é obrigada por Pam a permanecer no seu interior. Este estado (que fez com que muitos de nós a associasse com uma personagem muito amada nos livros) é apenas temporário e explicado por Alan Ball: o seu cérebro levou mais tempo a regenerar do que o normal devido ao estado em que Tara "morreu" e, por este motivo, vemos inicialmente uma Tara completamente diferente daquela que acorda naquela segunda noite. Estava à vista que ela não iria perdoar Sookie e Lafayette tão cedo, mesmo que o primo tenha tido um ataque de consciência e tenha querido espetar uma estaca nela, por isso Tara foge de casa e acho que toda a gente sabe o perigo que é ter um recém-vampiro com sede à solta...

Pam é que não está numa de criar uma recém-vampira quando tem um bar para gerir! Afinal de contas, transformar Tara foi uma troca de favores e nada mais… Com Eric ainda desaparecido e sem dar notícias (não acredito que nem avisou a "filha" que Russell está livre…) é tempo de revisitarmos 1905 num flashback. E este flashback, embora à primeira vista pareça não ter demasiada importância, já nos deu um par de pistas: é fácil de compreender porque Eric acabou por decidir transformar esta Pam, dona de um bordel e com a língua afiada; e, se calhar o mais importante desta metade do flashback, San Francisco nesta altura tinha um par de assassinos em série que matava prostitutas… Conhecemos alguém que possa encaixar neste perfil? Pois é, esta Pam de 1905 diz mesmo "God damn them" e parece saber o que poderá encontrar no quarto mesmo antes de abrir a porta e, no próximo episódio, vamos descobrir que o desdém que ela sente por Bill poderá ser muito mais antigo do que aquilo que esperaríamos.

 

ERIC, BILL & AUTORIDADE

Autoridade Vampírica. Que apresentação! Desde os métodos de tortura àquela entrada de Roman, o líder desta organização, passando por aquela história toda de Deus ser um vampiro, este arco tem tudo para ser muito bom e andar nas bocas do mundo. Já estou mesmo a ver os fanáticos religiosos a passarem-se com a existência desta Bíblia Vampírica e com as blasfémias debitadas por Dieter Braun. Estou rendida a este Dieter Braun! Adorei as suas cenas com Bill e aquela citação da passagem da Bíblia foi fenomenal. Salome e Kibwe parecem ser os mais diplomatas daquele Conselho enquanto que tando Rosalyn como Alexander me pareceram over the top, estavam a tentar ser arrojados demais. Esperemos que seja só mesmo uma primeira impressão... Roman, fora alguns berros demasiado exagerados, impressiona pela postura imponente e o discurso carregado. Do muito que ficámos a saber destaco o facto do movimento adversário Sanguinista (contra o mainstreaming) ter Nora possivelmente do seu lado. Quando começámos a ouvir falar desta Autoridade com mais destaque também ouvimos falar das facções que estavam contra esta organização e tudo o que ela representava. Fiquei sempre com a sensação de que a Autoridade era o verdadeiro mau da fita mas parece que, enquanto para a Autoridade o movimento de mainstreaming é o que mais interessa ("Coexistence with humans is not an option. It is a necessity. It is merciful. It is just. It is vital."), para estas facções a mera coexistência entre vampires e humanos é blasfémia.

Eric e Bill conseguem sobreviver às técnicas de tortura e ao interrogatório e lá continuam a guardar as costas um ao outro (ainda não me convencem). Num momento mais que oportuno conseguem escapar à morte derradeira usando Russell como moeda de troca, Russell este que nos brinda com o look do ano nos segundos finais do episódio!

 

STEVE NEWLIN

Steve Newlin volta a ter um episódio em grande. Não só anuncia na televisão o seu actual estado vampírico como interrompe mais uma festa de Jessica (!!) para dar um ar da sua graça. A sua tentativa de negócio (em jogo estava o rabo de Jason que consegue até lascar uma presa de tão duro que é) não dá frutos mas aquela briguinha com Jessica teve muita piada. E interessante aquela afirmação de Steve cheia de certeza sobre Bill não ser mais Rei. Digam lá se o Steve não é mesmo a cara do movimento de mainstreaming da Autoridade? Hmm…

 

POPULAÇÃO DE BON TEMPS

O facto de se ter diminuído o tempo de ecrã nestas histórias secundárias ajudou a que este episódio estivesse uns furos acima do da semana passada. Ora vejamos: Andy conseguiu resistir ao frasco de V que estava no carro de Debbie Pelt, encontrado por ele e Jason; este último lá tenta pedir perdão mais uma vez a Hoyt que voltou a viver com a mãe; Arlene e Terry vivem momentos conturbados por causa do stress pós-guerra de Terry que voltou em força e a empregada do Merlotte’s pede ajuda a Patrick; Alcide mais uma vez renuncia ao cargo de líder da alcateia; Sam e Luna têm uma briga (estúpida) e Emma afinal é lobisomem como o pai (who cares??)...

 


No geral, como já frisei, este episódio esteve ligeiramente melhor que o anterior e a Autoridade é a grande responsável por esta melhoria. O menor foco dado às histórias secundárias (se é que nesta série há histórias verdadeiramente secundárias…) foi uma mais-valia mas mesmo assim "cortaram" muitas vezes o ritmo do episódio quando aquilo que a maioria queria ver era mesmo a Autoridade. Para a semana temos a continuidade do flashback de Pam, onde vamos ver como ela foi transformada e conhecemos Claude e os pais de Debbie Pelt.


O melhor: a Autoridade, o facto do flashback ser promissor

O pior: ainda a história de Terry (Zzzz), alguém está interessado no facto da Emma ser um lobisomem?

Nota: 7.5 (Bom)

 

Até para a semana e não se esqueçam de comentar e dar a vossa nota ao episódio na votação que está disponível para o efeito!

 

O que acharam do episódio "Authority always wins"?


Categorias: ,

publicado por bexitah às 10:00
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (2) | favorito
| | Partilhar
Quarta-feira, 13 de Junho de 2012

[Spoilers] True Blood: 5x01 - Turn! Turn! Turn!

Turn her? I don't even like her!

 

Sejam bem-vindos à 5ª temporada de True Blood. Passaram-se nove meses desde que vimos estas personagens pela última vez, fomos deixados com múltiplos cliffhangers a moerem-nos a cabeça e ficamos a pensar "Mas o que será que vai sair daqui?" Pois bem, o 1º episódio explica quase tudo, dá-nos muitas respostas e levanta outras tantas perguntas mas, após estes 50 minutos, qual o vosso estado de espírito? Por estes lados sente-se um vazio, foi um regresso... morno. Mas primeiro vamos por partes e analisar o que foi mostrado nesta season premiere.

 

TARA & COMPANHIA

As dúvidas (se ainda existiam) foram finalmente dissipadas. Tara é a nova vampira residente de Bon Temps! O que muitos fãs já tinham previsto é resolvido logos nos primeiros minutos da nova temporada com Pam a transformar Tara. Veremos quais as implicações desta decisão na vida de ambas: se uma encara o (importante) papel de criadora como uma troca de favores (!), a outra não parece muito feliz com Sookie, embora a decisão da transformação tenha partido de Lafayette. A Tara vampira pareceu-me vazia, sem alma, no único instante em que apareceu... Só espero é que esta mudança na personagem acabe com aquele complexo de vítima porque parece-me que os espectadores não darão mais nenhuma oportunidade à Tara.

 

ERIC & BILL

Após uma limpeza que certamente deixará muitas donas de casa com inveja, Eric e Bill dão início ao famoso bromance desta temporada (embora a mim não me convençam) e recebem a ajuda da irmã de Eric para fugir da Autoridade e começarem uma nova vida bem longe do Louisiana. True Blood sabe fazer introduções e a de Nora foi espectacular! Fogo, beijo escaldante, slow-motion e depois o "That’s my sister". Brutal! O que veio a seguir já não me entusiasmou tanto... Só a mim é que pareceu que a cena de sexo foi só mesmo para mostrar corpos bonitos? O que acrescentou à história? Absolutamente nada. Poderíamos ficar a saber que estes irmãos se amam muito de outras formas… E o que dizer do facto de Bill estar à cuca cá fora e aquela frase de Eric no final ("We argue like siblings but we fuck like champions")? Enfim, é True Blood. O plano de Nora para a extracção dos dois vampiros acaba por não surtir efeito e acabam os três capturados pela Autoridade, que iremos conhecer melhor no próximo episódio. Uma nota final sobre esta história: então Alcide telefona a Eric para lhe dizer que Russell Edgington está livre, Eric fica visivelmente preocupado mas decide ir em frente com a fuga? E avisar Sookie (a principal visada), Pam e Jessica, as crias dos dois vampiros? Espero uma explicação no próximo episódio sobre este "lapso".

 

STEVE NEWLIN & JASON

Outro dos cliffhangers da temporada passada envolvia Steve Newlin e Jason. E a cena entre estes dois (e Jessica) valeu umas boas gargalhadas! Steve Newlin é um orgulhoso vampiro gay e está apaixonado por Jason! Quem não notou alguma coisa já na longínqua 2ª temporada que ponha o dedo no ar! Steve ainda tenta obrigar Jason a amá-lo até que Jessica aparece e declara as já famosas palavras "Jason is mine". E depois a troca de galhardetes entre estes dois (muito) jovens vampiros foi o perfeito toque final ("I am Steve fucking Newlin. Who the fuck are you?", "Who the fuck I am is an older vampire than you. Who I also am is the progeny of the King of Louisiana, who happens to be out of town, which pretty much makes me the Queen.").

 

SAM

Sam é confrontado, como se adivinhava, por alguns lobisomens da matilha de Marcus e, para proteger Luna e Emma, confessa ser o assassino do ex-líder da matilha de Shreveport. Sam é sem dúvida um homem muito bom e com muita honra mas isso não o livra da tortura a que é submetido para confessar onde enterrou Marcus. A cena em que Martha, a mãe do lobisomem, come os restos mortais do filho é que já não é muito boa. Este é um dos problemas que tenho com True Blood: os escritores têm o material de origem e, mesmo que já se tenham afastado da história dos livros, adoram pegar em elementos do mesmo e dar-lhes uma versão que irá chocar o espectador. Admito que quando li nos casting calls que a mãe de Marcus queria fazer um ritual especial pensei logo que seria o ritual de escolha de um novo líder da matilha. Para quem se lembra dos livros, os pretendentes ao cargo têm que lutar entre si até à morte e o vencedor tem que escolher uma parceira lobisomem e ter sexo com ela à frente de todos os outros companheiros de matilha. Isto já é um ritual brutal mas True Blood leva tudo bem mais longe para dar um cunho próprio à sua história. Não sei o que pensar disto, não gostei da cena e mais uma vez é algo que não acrescenta absolutamente nada à história.

 

POPULAÇÃO DE BON TEMPS

O resto do episódio saltou entre os filhos de Holly apanharem a mãe na cama no sofá com um Andy Bellefleur nu, Jason ouvir umas bocas no Merlotte’s de amigos de Hoyt que já nem o considera um amigo (sem surpresas), Patrick confrontar Terry com a história de outros incêndios em casas dos companheiros de esquadrão no Iraque e Jessica dar uma festa com um conjunto de universitários, ou seja, histórias que ainda não me conseguiram cativar minimamente e atrasam consideravelmente o ritmo do episódio.

 


No geral, foi um episódio que não desiludiu, até porque as expectativas estavam muito baixas, mas que também não entusiasmou por aí além. Quando temos múltiplas histórias a competirem umas com as outras por 50 minutos de episódio torna-se difícil alguma delas (com potencial até) sobressair. Veremos o que os próximos episódios nos trazem!

 

O melhor: o perigo que a Autoridade parece representar, todas as falas de Pam, Steve Newlin

O pior: Andy e Holly, a história de Terry, lobisomens a comer corpos humanos

Nota: 7.0 (Bom)

 

Até para a semana e não se esqueçam de comentar e dar a vossa nota ao episódio na votação que está disponível para o efeito!

 

 O que acharam do episódio "Turn! Turn! Turn!"?


Categorias: ,

publicado por bexitah às 11:32
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (3) | favorito
| | Partilhar
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

Irá a série True Blood avançar no tempo?

Desde que saíram os primeiros spoilers da 4ª temporada que uma teoria começou a formar-se na minha cabeça e gostava de partilha-la convosco.

Aviso: Este texto contém spoilers. Para quem não está interessado em saber mais sobre a próxima temporada da série, o ideal é não continuar a ler.

 

 

 

Para todos nós a série True Blood existe desde o verão de 2008 mas, no enredo da série, desde o momento em que o Bill entrou no Merlotte's até a Sookie ter ido para o Mundo das Fadas, passaram apenas 55 dias (17 dias/noites na 1ª temporada, 2 semanas de intervalo, 12 dias/noites na 2ª temporada e 11 dias/noites na 3ª temporada).

E se, a próxima temporada der um salto no tempo? Talvez mais que umas semanas, uns meses talvez? Eu acho que alguns spoilers confirmam esta minha teoria.

 

O primeiro de todos, diz-nos que a casa da Sookie, que ainda estava suja desde as festas devassas da Maryanne, foi limpa e reparada:

Sookie’s ( Anna Paquin) mansion has been a shambles ever since Maryann used it as the center of her freaky Dionysian cult (remember the meat sculpture?), but insiders tell me they’re finally repainting the house and repairing all the damage from the keggers held at Maryanne’s behest. Mmmm…sounds like Sookie might be settling back into domestic bliss? Fonte

Só nos resta saber se foi a própria Sookie que a mandou limpar, ou alguém que o fez na sua ausência.

 

Outro que encontrei foi sobre extensões de cabelo encomendadas para a Sookie. Ora, para o cabelo surgir muito mais comprido significa que houve uma passagem de tempo significativa, certo?

 

Depois temos a barbicha do Ryan Kwanten nos Globos de Ouro e o look fantástico da Rutina Wesley.

Se, no final do episódio vimos a Tara a partir, e se a actriz já afirmou que ia regressar, de certeza que não é no dia a seguir, certo? Não esquecendo que ela cortou o cabelo curto antes de partir. Deve ter demorado pelo menos umas semanas (ou meses)  à Tara para deixar crescer o cabelo e ficar com o look fantástico e aprumado que a actriz tem mostrado recentemente.

Já no caso do Jason, a barbicha bem aparada está um pouco distante do look despenteado que costuma ter. Talvez o tempo que passou como "polícia" de Hotshot tenha endireitado o rapaz.

 

Por fim, o actor que faz de Terry Bellfleur confessou que ele e Arlene iam ter uma nova presença na vida deles. Acontece que quando a série terminou a Arlene estava apenas grávida de 9 semanas. Se o bébé já tiver nascido, significa que pelo menos passaram 31 semanas.

 

O que significa então este "salto" no tempo do enredo da série, se vier a acontecer?

Primeiro, ajuda as personagens a amadurecer. Muita coisa aconteceu em muito pouco tempo, especialmente na vida da Sookie.

Se virmos com atenção, o relacionamento entre Sookie e Bill nem chegou a dois meses juntos. Houve muitas juras de amor, promessas, pedido de casamento e tudo ficou destruido quando esta descobriu a verdade sobre ele. Para que ela possa recuperar e amadurecer vai precisar de tempo. Mas será que ela vai passar esse tempo todo no "mundo das fadas"? Ou apenas uma parte e depois regressa?

 

Que acham desta minha teoria? Demasiado rebuscada e maluca, ou faz de alguma forma sentido? Já tinham suspeitado do mesmo? Seja qual for a vossa opinião, partilhem!

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 23:19
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (7) | favorito
| | Partilhar
Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010

Os 10 momentos mais marcantes da 3ª temporada de Sangue Fresco

Estamos a chegar ao final do ano e há listas do melhor e pior de 2010 em todo o lado. E se fizéssemos a nossa lista? Vamos eleger os 10 momentos ou situações mais marcantes da 3ª temporada da série Sangue Fresco. Vou sugerir 20 momentos, com algumas reflexões minhas, e estão à vontade para acrescentar sugestões vossas. Para votar até ao final do ano!

 

1. Eric, Ivetta e Sookie na masmorra

 

2. Sam tem um sonho erótico com Bill

 

3. Há bares e há o "Lou Pine's"

 

4. Bill torce o pescoço a Lorena


5. O que raio é a "Autoridade"?

 

6. A Debbie Pelt é uma loba psicótica e ciumenta

 

7. Tara esmaga a cabeça do Franklin

 

8. Lorena tortura o Bill

 

9. Bill ataca a Sookie

 

10. Sookie e Bill reconciliam-se

 

11. O pai do Sam tem uma roupa interior nojenta

 

12. Em Hotshot reina os freaks, o incesto e a droga

 

13. Eric mata Talbot


14. Russell arranca a coluna vertebral do apresentador de notícias

 

15. O reino das fadas

 

16. O Filho do Mal

 

17. Bill atira o Eric para o cimento

 

18. Sookie expulsa o Bill de casa

 

19. O Sam não é assim tão bonzinho

 

20. O fim

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 23:41
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (6) | favorito
| | Partilhar
Domingo, 21 de Novembro de 2010

Sangue de fada é como uma droga para os vampiros

Bill: Claudine receia por ti e com razão. (...) De acordo com a lenda, o sangue de fadas é delicioso e intoxicante para os vampiros.

 

Bill: É quem tu és, não o que és, que eu amo.

Eric: Ele não te quer proteger, apenas se quer proteger a si mesmo.

 

Uma das grandes revelações na 3ª temporada de Sangue Fresco, e nos livros da saga com o mesmo nome, é a ascendência feérica de Sookie. É algo que, a partir desse momento, a deixa sempre em dúvida em relação aos vampiros, e outros sobrenaturais em geral, que a rodeiam. Se o que sentem por ela é realmente um sentimento de amor ou apenas algo induzido pelo sangue de fada.

Por outro lado, os próprios vampiros têm a mesma dúvida ou suspeita:

"- Tens sangue de fada - disse Eric, como se a sua lâmpada flutuante se tivesse acendido de repente sobre a sua cabeça - Isso explica muita coisa.

Ouvir aquilo magoou-me.

- Claro. Era impossível que pudesses gostar de mim de outra forma - disse, cansada e dorida além de qualquer coerência possível. - Deus nos livre. Tinha de haver um motivo. E não será a minha personalidade fascinante, claro! É o meu sangue que é especial."

(in Traição de Sangue, página 251)

 

A Sookie compara a reacção dos vampiros em relação às fadas como alguém que observa uma enorme barra de chocolate mas o efeito de irresistibilidade e o sabor intoxicante do sangue da fada pode levar a que o vampiro a drene até à morte. O que é algo que vai além do prazer obtido a comer chocolate, talvez algo semelhante a ingerir uma droga.

E como uma droga, ela poderá ter um efeito aditivo. De forma controlada, tomado em pequenas doses, seria possível ter uma fonte diária de êxtase, sem arriscar em extinguir essa mesma fonte, neste caso a Sookie. E quem sugere esse efeito aditivo, na série, é Russell Edington:

Russell: Ou ele (Bill) é um verdadeiro cavalheiro, ou muito esperto.

Sookie: Esperto? Porquê?

Russell: Ao mostrar tal capacidade de controlo ele fez com que a experiência durasse, e durante mais tempo.

 

O que me leva à questão: O Bill está viciado na Sookie?

A ingestão constante do seu sangue não o terá levado a acreditar que a ama quando na verdade a quer ter, como sua e apenas sua, a toda a hora e a todo o momento, matando todos os outros vampiros que tenham conhecimento desta sua característica, para que ele possa ter em exclusivo a sua dose?

Não sei que relevância esta questão terá na 4ª temporada da série, e de que forma se desenvolverá, mas acredito que Bill terá um longo caminho a percorrer para reconquistar a confiança e o coração de Sookie. Também acho que, enquanto ela não aceitar que o que ela é faz parte de quem ela é, e não ver isso como partes distintas, ela não conseguirá confiar e amar plenamente em Bill ou qualquer outro vampiro.

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 23:36
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Segunda-feira, 1 de Novembro de 2010

Sangue Fresco: Sozinho ou acompanhado?

Quando aceitei o convite de dinamizar este blog, a razão principal que me fez aceitar foi a ter hipótese de poder falar em português com outros fãs de Sangue Fresco sobre os livros e a série. Na altura, não haviam muitos fãs em Portugal e só tinha uma amiga minha que gostava da série. Hoje a série de TV tornou-se conhecida e por arrasto os livros também se tornaram sucessos de vendas.

A minha pergunta é sobre a vossa experiência, se se sentem sozinhos por serem fãs desta saga (livros ou série) ou se têm um amigo próximo com quem podem partilhar o vosso entusiasmo? Se já "criaram" novos fãs da série / saga, se sim quantos? Contem-me tudo!

 

Para além de ti, conheces mais algum fã de Sangue Fresco?customer surveys

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 09:00
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (20) | favorito
| | Partilhar
Sexta-feira, 13 de Agosto de 2010

O que fazer quando a série terminar?!

 

Ok, pronto, podem manter a roupa!

A verdade é que tive algumas ideias, umas boas, outras nem por isso, umas fazíveis, outras não, para manter a animação aqui do blog quando a temporada terminar. Sim, porque verdade seja dita, nunca aqui o estaminé esteve tão animado como agora, graças a todos vocês!!

Uma coisa que eu sei que vou ter saudades vai ser dos nossos serões de Domingo à noite, em que nos preparamos para ver o episódio, na chatroom.

Por isso tive a pensar (e aliás já tentei fazer isto) se estariam interessados em fazer uma Leitura Conjunta de um dos livros? E discutíamos os capítulos lidos na chatroom?

Para perceberem a minha tentativa anterior, vejam este, este, este, este, este e este posts. Poderíamos manter o mesmo esquema ou optar por algo mais informal.

Acima de tudo seria uma forma de, quem não conhece os livros ou está indeciso se os lê ou não, de tirar dúvidas. Por outro lado, dava a oportunidade para quem gosta dos livros, de ler ou reler, descobrir coisas novas e partilhar ideias.

O que acham desta proposta? Têm outra a sugerir?

*a tomar notas*

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 22:53
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (11) | favorito
| | Partilhar
Domingo, 20 de Junho de 2010

Split Screen: "True Blood: Livros vs Série"

A simpática Ana Alexandre que colabora no blog "Split Screen" escreveu um artigo muito bom onde compara em vários tópicos a série de livros com a série de TV. Aqui fica um excerto e aconselho a ler o resto:

"A primeira coisa que ocorreu aos fãs dos livros foi que Anna Paquin dificilmente encaixaria nas características de Sookie. Nos livros, a empregada do Merlotte's era loira de olhos azuis, muito bronzeada e vestia o tamanho 40 (ocasionalmente o 38). Por um lado é pena ver que mais uma heroína foi submetida aos standards de beleza, por outro Anna Paquin desempenha bem o seu papel."

Fonte: Split Screen

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 10:00
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (2) | favorito
| | Partilhar
Domingo, 30 de Maio de 2010

Lamento mas a febre vai continuar...

Fartei-me de rir com este artigo publicado no blog Pó dos Livros e tinha que partilhar:

Não há Saco

 

Para aqueles que estão fartos, como eu, de ser perseguidos por livros, filmes e séries com vampiros:


DEZ MÉTODOS TRADICIONAIS PARA ANIQUILAR UM VAMPIRO

 

1 - Cravar-lhe uma estaca no coração
2 - Decapitá-lo *
3 –Expô-lo à luz solar
4 –Queimá-lo
5 –Trespassá-lo com uma espada #
6 – Imergi-lo em água
7 – Expô-lo a água benta e alho
8 – Tocar-lhe com um crucifixo ‘’
9 – Encurralá-lo na sepultura
10–Extrair-lhe o coração

Notas:
*Evitar salpicar sangue.
#A espada deve ser abençoada.
‘’Só funciona com vampiros recentes.
Lamento mas por aqui a febre vai continuar. E já agora, vende os livros do Sangue Fresco?
Categorias:

publicado por sangue-fresco às 00:52
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (4) | favorito
| | Partilhar
Domingo, 16 de Maio de 2010

A Sookie é uma galdéria?

 

Foi com algum choque que li o seguinte comentário neste artigo sobre o trailer da 3ª temporada de True Blood:

"the gist I'm taking away from the clip however: Sookie's kind of a slut."

Para quem leu os livros, sabe que para a Sookie, Bill é apenas o primeiro namorado sobrenatural que ela tem. Outros surgem, mais ou menos importantes, alterando a perspectiva que esta tem sobre amor e sexo.

Quando a Charlainne Harris esteve em Portugal e lhe foi perguntado o porquê de tantos pretendentes ela respondeu: "Porque é divertido para mim, eu também tenho que me manter entretida!". É claro que para a escritora não existe o pudor de que a Sookie deve ser a mulher de um homem só, ou que deve prender o seu coração (e corpo) ao primeiro que lhe aparece.

Mas mesmo assim muitos fãs criticam Sookie pelo seu grupo de pretendentes sobrenaturais que vão surgindo livro após livro, aos quais ela parece ter alguma dificuldade em dizer que não.

 

Por isso mesmo, vamos a votos! Qual a vossa opinião? Elaborem a vossa resposta nos comentários.

A Sookie é uma galdéria?online surveys

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 09:30
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (27) | favorito
| | Partilhar
Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

Olá eu quero muiito compra um frasco de sague de v...
alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: