Quarta-feira, 18 de Julho de 2012

[Spoilers] True Blood: 5x06 - Hopeless

Peace is for pussies!

 

Na crítica ao episódio anterior dizia eu que o confronto entre Russell e Roman prometia ser épico e, nesse aspecto, a série cumpriu e bem! Pena que este confronto tenha sido único e a morte de Roman tão prematura e inesperada! Agora temos um Russell completamente anárquico à solta e uma Autoridade a favor do mainstreaming sem o seu líder. Num episódio pautado por múltiplas histórias (acho que todos os núcleos tiveram tempo de antena…) decidi dividir esta crítica entre a história da Autoridade, que abrange uma boa parte das personagens mais interessantes, e as restantes histórias que tiveram menor destaque.

 

AUTORIDADE

Russell Edgington, que estava a ser ajudado pela alcateia de Shreveport (liderada anteriormente por Marcus e agora por J.D.), é capturado pela Autoridade e levado para o quartel-general desta organização. Ter Denis O'Hare numa série é um privilégio! É um excelente actor e logo nos primeiros minutos dá-nos uma interpretação magistral desta personagem tão boa e que tantas saudades tinha deixado e brinda-nos com uma série de frases fenomenais umas atrás das outras (destaco a "You’re fucking worse than human. You might as well be praying to leprechauns or unicorns or the motherfucking Kardashians. That makes just as much sense!"). Depressa nos apercebemos que esta Autoridade é uma cambada de hipócritas como diz Russell no final. Em vez de hipnotizar os prisioneiros do asilo (como Eric fez a Alcide e como Bill supostamente fez a Sookie), Kibwe faz destes uma refeição. O que aconteceu com o tratar os humanos como iguais? E dizia eu que Kibwe era dos membros do Conselho mais pacíficos…

Eric e Bill esses são tratados quase como heróis no seu regresso à Autoridade. Ver as expressões de Eric sempre que a religião era assunto de conversa foi muito bom e alguns dos melhores momentos deste episódio pertencem-lhe ("Enough with this religious bullshit already. Lilith can fucking blow me"). É também ele que decifra o discurso religioso (mais um) de Nora sobre Lilith e o seu regresso ("They're executing him tonight", será que ela se referia a Russell ou a Roman?).

Aqueles festejos de vitória por parte dos membros do Conselho é que foram prematuros e injustificados. Muita coisa aconteceu (ou não) naqueles momentos que antecederam a suposta execução de Russell:

  • Salome estava mesmo a injectar prata em Russell?
  • Molly não activou a iStake de Russell ou alguém a desactivou imediatamente antes da execução?
  • Sempre foi este o plano dos Sanguinistas? Levar Russell para dentro da Autoridade para matar Roman? Ou ele está apenas a ser usado por este movimento para acabar com a Autoridade?

A decisão de acabar com Roman (se ele estiver realmente morto claro) surpreendeu-me. Acreditava nesta derradeira morte numa fase mais adiantada da temporada (até porque os spoilers vão no sentido da Autoridade ter um novo líder a partir do próximo episódio), o facto de Chris Meloni ser um nome tão sonante no elenco (foi o único actor novo da série a comparecer na Comic-Con) e a promessa de uma guerra político-religiosa fizeram-me acreditar que Roman ainda iria dar mais cartas nesta temporada. A confirmar-se a sua morte no próximo episódio é realmente com pena que vejo este potencial de confronto entre Roman e Russell ficar por aqui e com tão pouco mostrado até agora… Ainda assim, a última cena (e a anterior com o brinde a Eric e Bill) foi o ponto alto de um episódio um pouco aborrecido.

 

POPULAÇÃO DE BON TEMPS

Neste ponto vou incluir todas as outras histórias do episódio, que foram muitas… Praticamente todo o elenco esteve presente e só uma ou outra história da temporada é que não foi abordada. Confissão: sempre achei e continuo a achar que os humanos são o ponto mais fraco desta série. Deviam ser os elementos mais secundários porque, em comparação com os vampiros, saem sempre em desvantagem. Obviamente que existem momentos esporádicos em que uma personagem humana consegue brilhar (Lafayette, Jason) mas de um modo geral dou por mim quase a adormecer sempre que o sol nasce em Bon Temps… E foi isto mesmo que se passou neste episódio. O facto de andarem a pular de história em história não ajudou porque continuo a não estar interessada na história de Terry (Arlene: "You've gone off your meds, haven't you?") e a reintrodução do avô de Jesus, tal como o ano passado, não me diz nada. Ter Alfre Woodard neste elenco é outro luxo. Aqueles 2 minutos com Ruby J. foram do melhor e a única coisa boa dos 5 minutos de presença de Lafayette neste episódio… A história de Sam funde-se aqui com a de Hoyt já que este, após atingir aquele que será provavelmente o ponto mais baixo da sua existência (deu dó a sua cena com Jessica), é reconhecido por um dos humanos que anda a caçar sobrenaturais e raptado por este grupo. Alcide, após lutar com os lobisomens de J.D. cheios de V, decide que vai aceitar o cargo de líder da alcateia. Tara volta a levar uma reprimenda de Pam mas parece-me que a tensão de outrora ganhou uma nova conotação neste episódio. Sookie e Jason foram ao clube secreto das fadas (90% do tempo ocupado a mostrar os dançarinos pois claro) e Claude conta a Sookie que os pais foram mesmo mortos por um vampiro atraído pelo sangue da telepata. Esta história ganhou uns pontos na minha consideração. Achava que esta revelação da morte de Michelle e Corbett podia ser um esquema das fadas para culpar os vampiros (ainda não a descartei atenção) mas o flashback daquela noite deixou-me curiosa… Curiosa fiquei também com o sonho de Jason e com o facto de Corbett não ter acabado o que estava a dizer ao filho ("The only thing you have to fear...  is…"), não acredito que isto tenha sido feito por acaso.

 


Este episódio valeu, principalmente, pelas cenas envolvendo vampiros. O episódio perdeu gás com as múltiplas histórias dos cidadãos de Bon Temps e com o vai e vem entre estes segmentos. No entanto, a série encontra-se num bom momento e o regresso de Russell Edgington promete muito para os próximos episódios. A situação actual da Autoridade e todo o mistério em volta de Lilith também são momentos que podem trazer uma grande qualidade à série. Os restantes arcos da temporada ainda não atingiram um patamar satisfatório infelizmente. Para a semana Russell anda à solta pelas ruas de New Orleans e decide interromper um casamento, Sookie pensa em como seria a sua vida sem poderes, Alcide prepara-se para a luta pela posição de líder da alcateia e Eric e Bill bebem um sangue muito especial…

 

O melhor: todas as falas de Eric e Russell, a última cena do episódio

O pior: Terry, tantas histórias em 53 minutos (!!)

Nota: 7.8 (Bom)

 

Até para a semana e não se esqueçam de comentar e dar a vossa nota ao episódio na votação que está disponível para o efeito!

 

O que acharam do episódio "Hopeless"?

 

Categorias: ,

publicado por bexitah às 10:12
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
3 Dentada:
De sangue-fresco a 19 de Julho de 2012 às 03:45
Tirando a história do Terry que me parece até agora a mais desinteressante e desnecessária de todas este foi, para mim, o melhor episódio da temporada. Atrevo-me a dizer o melhor dos 10 últimos episódios. Teve falas muito boas, que não saíram apenas da boca da Pam, foi surpreendente, gostei do rumo da história do Sam, Andy, Luna está a tomar, assim como o do Alcide e da alcateia. Fartei-me de rir com o Eric, Bill e Sookie, algo que não acontecia há temporadas! Há MUITO tempo que não víamos este Eric: político e que coloca em primeiro lugar os seus interesses acima de Rainhas ou Autoridades.
Das duas mortes que aconteceram lamento mais a do fulano da "Stake House" (trocadilho fabuloso) porque o actor personificou o verdadeiro redneck, algo que eu adoro na série que são as pessoas de Bons Temps. E OMG até conseguiram meter as empregadas do Merlotte's a falar e a trabalhar ao mesmo tempo. Isso não acontecia há BUÉS!!
Estou particularmente interessada em saber quem é o vampiro que atacou os pais da Sookie por causa do penso rápido com o cheiro do sangue da Sookie. 
Se há episódio que me devolveu interesse e entusiasmo pela série, foi este: não só por finalmente mostrar que esta temporada tem uma estrutura mas porque foi fiel ao espírito dos personagens das primeiras temporadas e teve boas falas e diálogos.
Se todos os episódios fossem assim, eu seria uma fã feliz e satisfeita.


De bexitah a 19 de Julho de 2012 às 11:22
foi fiel ao espírito dos personagens das primeiras temporadas
É verdade e já tinha notado isso noutros episódios (a cena da Sookie a ouvir os pensamentos de imensa gente no Merlotte's principalmente) mas o pior aqui é que, para mostrar essas personagens das primeiras temporadas, está-se a mostrar mil e uma histórias diferentes ao mesmo tempo e sem ligação sequer. Mostrar as empregadas do Merlotte's a cochichar fazia sentido nas primeiras temporadas em que o Merlotte's era não só um lugar de referência mas também palco de uma storyline (máximo duas) que envolvia um bom punhado de personagens. Neste momento, não faz sentido ocupar 2/3 minutos de um episódio a mostrar uma cenas dessas quando o público quer ver realmente outra coisa e são cenas que quebram o ritmo e o interesse do espectador.
Achei este episódio um pouco aborrecido, irregular e difícil de acompanhar. Vi-o duas vezes e numa quase que adormeci e na outra estava mais interessada em olhar para tudo menos para o ecrã. Se os humanos (ou melhor, a população de BT) estivessem numa ou em 2 histórias ainda se viam bem as cenas diurnas, agora cada personagem desta série ter uma história e mostrar bocadinhos destas histórias todas num só episódio é cansativo e desinteressante. Ainda para mais quando Russell existe nesse mesmo episódio...
Mas concordo contigo com as falas e diálogos terem sido muito bons (olha a quantidade de falas que destaquei na crítica) e com o Eric deste episódio. Gosto muito deste Eric e a diferença entre ele e o Bill é notória a este ponto: um só pensa em lamber as botas de superiores, o outro está-se a borrifar para estas cenas todas religiosas. Diverti-me muito a reparar nas caras dele durante as cenas da Autoridade!!


De Ana Rita Martins a 20 de Julho de 2012 às 17:27
Confesso que ao contrário do que esperava, até gostei da storyline da população de bon temps, ainda que considere que ocupa demasiado tempo. Não estava à espera de chegar a este ponto da série e continuar entusiasmada após a desilusão dos anos anteriores.
Definitivamente as falas do Eric e do Bill foram do melhor neste episódio =)


Comentar post

Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

Olá eu quero muiito compra um frasco de sague de v...
alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: