Quarta-feira, 20 de Junho de 2012

[Spoilers] True Blood: 5x02 - Authority always wins

We are the Authority. I am the Authority.

 

O segundo episódio desta temporada conseguiu melhorar alguns pontos relativamente à season premiere, muito à custa daquele que será, em princípio, o arco principal deste ano. Fomos apresentados à Autoridade Vampírica, o grande bicho-papão de quem já ouvimos falar há 5 anos, e não fico desiludida com aquilo que me mostraram. Muito pelo contrário! Deu-me esperança que esta temporada não seja tão má como a pintam e que poderá até igualar em termos de qualidade (e interesse da minha parte) aqueles primeiros anos de True Blood. Aqui ficam os principais desenvolvimentos deste episódio.

 

TARA & PAM

Tara acordou uma vampira com muita raiva. Selvagem até. Não só morde Sookie mal tem oportunidade como aproveita para destruir a casa da (outrora) amiga quando é obrigada por Pam a permanecer no seu interior. Este estado (que fez com que muitos de nós a associasse com uma personagem muito amada nos livros) é apenas temporário e explicado por Alan Ball: o seu cérebro levou mais tempo a regenerar do que o normal devido ao estado em que Tara "morreu" e, por este motivo, vemos inicialmente uma Tara completamente diferente daquela que acorda naquela segunda noite. Estava à vista que ela não iria perdoar Sookie e Lafayette tão cedo, mesmo que o primo tenha tido um ataque de consciência e tenha querido espetar uma estaca nela, por isso Tara foge de casa e acho que toda a gente sabe o perigo que é ter um recém-vampiro com sede à solta...

Pam é que não está numa de criar uma recém-vampira quando tem um bar para gerir! Afinal de contas, transformar Tara foi uma troca de favores e nada mais… Com Eric ainda desaparecido e sem dar notícias (não acredito que nem avisou a "filha" que Russell está livre…) é tempo de revisitarmos 1905 num flashback. E este flashback, embora à primeira vista pareça não ter demasiada importância, já nos deu um par de pistas: é fácil de compreender porque Eric acabou por decidir transformar esta Pam, dona de um bordel e com a língua afiada; e, se calhar o mais importante desta metade do flashback, San Francisco nesta altura tinha um par de assassinos em série que matava prostitutas… Conhecemos alguém que possa encaixar neste perfil? Pois é, esta Pam de 1905 diz mesmo "God damn them" e parece saber o que poderá encontrar no quarto mesmo antes de abrir a porta e, no próximo episódio, vamos descobrir que o desdém que ela sente por Bill poderá ser muito mais antigo do que aquilo que esperaríamos.

 

ERIC, BILL & AUTORIDADE

Autoridade Vampírica. Que apresentação! Desde os métodos de tortura àquela entrada de Roman, o líder desta organização, passando por aquela história toda de Deus ser um vampiro, este arco tem tudo para ser muito bom e andar nas bocas do mundo. Já estou mesmo a ver os fanáticos religiosos a passarem-se com a existência desta Bíblia Vampírica e com as blasfémias debitadas por Dieter Braun. Estou rendida a este Dieter Braun! Adorei as suas cenas com Bill e aquela citação da passagem da Bíblia foi fenomenal. Salome e Kibwe parecem ser os mais diplomatas daquele Conselho enquanto que tando Rosalyn como Alexander me pareceram over the top, estavam a tentar ser arrojados demais. Esperemos que seja só mesmo uma primeira impressão... Roman, fora alguns berros demasiado exagerados, impressiona pela postura imponente e o discurso carregado. Do muito que ficámos a saber destaco o facto do movimento adversário Sanguinista (contra o mainstreaming) ter Nora possivelmente do seu lado. Quando começámos a ouvir falar desta Autoridade com mais destaque também ouvimos falar das facções que estavam contra esta organização e tudo o que ela representava. Fiquei sempre com a sensação de que a Autoridade era o verdadeiro mau da fita mas parece que, enquanto para a Autoridade o movimento de mainstreaming é o que mais interessa ("Coexistence with humans is not an option. It is a necessity. It is merciful. It is just. It is vital."), para estas facções a mera coexistência entre vampires e humanos é blasfémia.

Eric e Bill conseguem sobreviver às técnicas de tortura e ao interrogatório e lá continuam a guardar as costas um ao outro (ainda não me convencem). Num momento mais que oportuno conseguem escapar à morte derradeira usando Russell como moeda de troca, Russell este que nos brinda com o look do ano nos segundos finais do episódio!

 

STEVE NEWLIN

Steve Newlin volta a ter um episódio em grande. Não só anuncia na televisão o seu actual estado vampírico como interrompe mais uma festa de Jessica (!!) para dar um ar da sua graça. A sua tentativa de negócio (em jogo estava o rabo de Jason que consegue até lascar uma presa de tão duro que é) não dá frutos mas aquela briguinha com Jessica teve muita piada. E interessante aquela afirmação de Steve cheia de certeza sobre Bill não ser mais Rei. Digam lá se o Steve não é mesmo a cara do movimento de mainstreaming da Autoridade? Hmm…

 

POPULAÇÃO DE BON TEMPS

O facto de se ter diminuído o tempo de ecrã nestas histórias secundárias ajudou a que este episódio estivesse uns furos acima do da semana passada. Ora vejamos: Andy conseguiu resistir ao frasco de V que estava no carro de Debbie Pelt, encontrado por ele e Jason; este último lá tenta pedir perdão mais uma vez a Hoyt que voltou a viver com a mãe; Arlene e Terry vivem momentos conturbados por causa do stress pós-guerra de Terry que voltou em força e a empregada do Merlotte’s pede ajuda a Patrick; Alcide mais uma vez renuncia ao cargo de líder da alcateia; Sam e Luna têm uma briga (estúpida) e Emma afinal é lobisomem como o pai (who cares??)...

 


No geral, como já frisei, este episódio esteve ligeiramente melhor que o anterior e a Autoridade é a grande responsável por esta melhoria. O menor foco dado às histórias secundárias (se é que nesta série há histórias verdadeiramente secundárias…) foi uma mais-valia mas mesmo assim "cortaram" muitas vezes o ritmo do episódio quando aquilo que a maioria queria ver era mesmo a Autoridade. Para a semana temos a continuidade do flashback de Pam, onde vamos ver como ela foi transformada e conhecemos Claude e os pais de Debbie Pelt.


O melhor: a Autoridade, o facto do flashback ser promissor

O pior: ainda a história de Terry (Zzzz), alguém está interessado no facto da Emma ser um lobisomem?

Nota: 7.5 (Bom)

 

Até para a semana e não se esqueçam de comentar e dar a vossa nota ao episódio na votação que está disponível para o efeito!

 

O que acharam do episódio "Authority always wins"?


Categorias: ,

publicado por bexitah às 10:00
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
2 Dentada:
De Diogo Rodrigues a 20 de Junho de 2012 às 15:42
A Autoridade era a parte pela qual eu mais ansiava =) o que nos foi apresentado até agora foi muito interessante e a parte histórica está coerente, foi bem introduzida. Espero que continue assim ou que melhore.
Tara: afinal sempre fala e parece já estar mentalmente bem. A ver vamos como correrá a história dela nesta temporada.




O resto da opinião guardarei para o chat.






De maria a 21 de Junho de 2012 às 17:11
Bem, achei este episódio um pouco enfadonho, visto que nas cenas das personagens secundárias dava por mim distraída. Até conseguiram tirar a essência do Eric a que estamos todos habituados e torná-lo menos interessante. Isto custa-me a dizer, mas é verdade. E tornaram-no assim para dar mais ribalta ao Bill, o que é ridículo, porque a maioria do espectadores quer o Eric, não a Queenie.
Uma das coisas que quero descobrir nos próximos episódios, além do que o Russell espera fazer e quem o desenterrou, é o maker do Steve.... 


Comentar post

Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

Olá eu quero muiito compra um frasco de sague de v...
alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: