Domingo, 18 de Setembro de 2011

Análise à 4ª temporada de True Blood (Parte 1) - Fadas, lobisomens, metamorfos e panteras

 

Com o final do Verão chega também ao fim mais uma temporada de True Blood! Agora são noves meses de espera pela 5ª temporada mas, antes que o entusiasmo esmoreça, aqui fica a minha análise dos principais temas e dos pontos altos e baixos de True Blood este ano.

 

Show your true colors. O tema desta temporada estava explícito no slogan usado pelo departamento de marketing da HBO. Quem somos verdadeiramente e o que escondemos debaixo da máscara que usamos no dia-a-dia? Quais são as nossas verdadeiras motivações? Personagens como a Tara, o Eric, a Jessica, o Jesus, a Claudine e o Bill mostraram esta temporada uma faceta das suas personalidades completamente nova. Ilusão, mentira, possessão, amnésia e skin-walking foram alguns dos recursos usados para esse mesmo efeito.

 

Do you swear to the light?

 

A história das fadas marcou o início da temporada e só foi abordada novamente no penúltimo episódio. Aqueles primeiros 8 minutos de She’s not there imprimiram um ambiente completamente diferente à série, principalmente quando começaram a voar bolas de luz em todas as direcções (!!). Afinal a Claudine não era a fada boazinha que todos pensávamos que ela era nem Faery era o local paradisíaco que aparentava ser. As fadas raptaram os humanos com fracções de sangue de fada com o objectivo de selar os dois reinos para que o sangue de fada não se diluísse no humano. Existe, no entanto, quem se oponha ao plano da Queen Mab como o Claude e a Maurella, provavelmente. Mais para o final da temporada, esta nova fada encontrou um Andy já recuperado do vício em V e obrigou-o a fazer um juramento de protecção antes de se envolverem sexualmente. Teremos um Andy Jr. a aparecer em Bon Temps na próxima temporada? Ou este juramento terá outro objectivo? A Claudine, por sua vez, também visitou a Sookie no final de If you love me, why am I dyin'? com o objectivo de a levar outra vez para Faery porque só as fadas a conseguirão proteger. Não só a Sookie recusou este “convite” como o Eric apareceu e drenou-a. Quais as implicações desta morte para o futuro da Sookie? Mas e será que a Claudine morreu mesmo?

Percebo a intenção dos argumentistas em retratar esta espécie sob uma nova luz, principalmente tendo em conta o tema da temporada, mas não sei se concordo com o pouco desenvolvimento dado a este enredo, sem um destaque apropriado na season finale e com muitas questões a precisarem de uma resposta. Esta história, se bem desenvolvida, tem capacidade para ser interessante. A introdução de personagens como a Queen Mab, o Claude e a Maurella não pode ter sido fortuita e espero mais desta história na 5ª temporada e o desvendar dos verdadeiros planos desta espécie de sobrenaturais.

 

You got alpha in you. You can move up in this pack.

  Os lobisomens, depois de serem o foco principal do ano passado, caíram para segundo plano nesta temporada. Foi introduzido o pack de Shreveport, para onde a Debbie e o Alcide se mudaram, e ficou claro, desde o primeiro minuto, que não só haveria problemas entre o líder da alcateia Marcus e o Alcide, como seria a oportunidade perfeita para tornar o Alcide uma personagem mais proeminente. A decisão de ser o Alcide a matar o Marcus acabou por não ser surpresa para mim mas admito que toda a cena é dotada de uma grande intensidade, tanto física como emocional. A abjuração do Alcide foi o ponto de ruptura naquela aparente sanidade da Debbie e foi com agrado que a vi passar-se completamente. Eu adorei a Debbie esta temporada e acho completamente válida e credível a transformação por que ela passou desde o ano passado. Esta personagem não se torna maluca só porque sim ou porque é conveniente à história que ela assim o seja. O comportamento do Alcide a partir do momento em que sabe que a Sookie está viva deu-lhe todas as razões para ela se tornar insegura e sempre com a desconfiança que ele a traía (a traição emocional é bem pior que a física). A cena onde ela se olha ao espelho do carro para forçar um sorriso antes de ir visitar a Sookie demonstra bem o tumulto em que esta personagem vivia: ter que fingir ser alguém que não se é de todo para agradar a outra pessoa. A máscara caiu com aquela abjuração e a cena da cozinha foi espectacular. Ela ainda pede que a Sookie não a mate mas era tarde demais…

Estou à espera que esta história dos lobisomens tenha mais desenvolvimento na próxima temporada. A alcateia de Shreveport está sem líder e penso que será um posto em disputa pelo Alcide e pelo Patrick. Como reagirá o Alcide à morte da Debbie pelas mãos da Sookie? Será este o ponto final na possível relação entre a Sookie e o Alcide? Ele está muito determinado em conquistá-la e a Debbie era o único obstáculo. E quem será aquele lobisomem que apareceu a rosnar ao Sam na season finale? Um dos companheiros de alcateia do Marcus em busca de vingança?

 

I’m gonna disappear like I never was; that’s what I want.

  Oh Tommy, Tommy! A introdução da família do Sam e a consequente mudança drástica desta personagem na temporada passada foram um autêntico tiro nos pés. E a morte da Melinda, do Joe Lee e do Tommy Mickens só peca por ser tardia. Após os acontecimentos do ano passado, o Tommy, ainda a recuperar do tiro na perna, é o “filho” da Maxine Fortenberry e o Sam é obrigado a apresentar-se em “aulas de controlo de raiva”. Todas as cenas iniciais do Sam no seu pequeno grupo de apoio foram uma perda de tempo. Cavalgadas para aqui, cavalgadas para acolá e nunca mais ouvimos falar deste grupo. Fico com a sensação que se, naquele primeiro episódio, a relação do Sam e da Luna já estivesse estabilizada, teríamos encerrado esta história na primeira metade da temporada. A introdução dos skinwalkers serviu o único propósito de proporcionar um fim bonitinho ao Tommy e para isso tiveram que voltar a introduzir o clã Mickens para, 5 minutos depois, os matarem. As únicas cenas que se salvam são a cena em que o Tommy se transforma no Sam (incrível o trabalho do Sam Trammel a fazer de Tommy na pele do Sam, perfeito) e a cena em que o Sam e a Luna descobrem que afinal a Luna não dormiu com o Sam mas sim com o Tommy que agora é um skinwalker. Pelo menos a busca por vingança pela morte do Tommy conseguiu juntar duas personagens improváveis e unir dois enredos.

Quais as consequências da morte do Marcus para o Sam? Virá aquele lobo em busca de vingança? E o que reserva o futuro para o Sam e para a Luna? Nesta série ninguém tem direito a finais felizes… Acham que esta história dos skinwalkers voltará a ter destaque ou será como tantas outras nesta série e nunca mais vamos ouvir falar em skin-walking?

 

 

Breed Ghost Daddy, breed!

 Todo o enredo de Hotshot este ano conseguiu ser pior do que no ano passado e só esse facto já é digno de proeza! Depois da Crystal e do Felton terem desaparecido o ano passado, encontrámos um Jason responsável por aquela comunidade bastante peculiar. A verdade é que fica a sensação que esta história foi uma desilusão, prometeu muito mas nada foi concretizado. Ainda pensei que fossem mesmo para a frente com a transformação do Jason em pantera mas, pelos vistos, todas aquelas cenas em Hotshot serviram apenas para mostrar violações gratuitas e consecutivas (obviamente que metade daquelas mulheres em Hotshot ficarão grávidas) e dar início ao triângulo amoroso Jason/Jessica/Hoyt. Não sei se seria boa ideia transformar o Jason em pantera (existem demasiados sobrenaturais nesta série) mas toda esta história pareceu-me demasiado estúpida: como é possível aquelas pessoas em Hotshot não saberem que não é possível transformar alguém numa pantera? Foi exactamente nesta falácia que a série surpreendeu, é verdade, uma vez que tudo apontava para uma transformação na noite de lua cheia mas havia tantas outras formas de abordarem esta parte da história e parece-me que foram pelo caminho mais longo (e polémico).

Com a morte do Felton, Hotshot tem um novo líder, Crystal, mas será que alguma coisa mudará nesta comunidade? Continuarão os seus elementos viciados em V? E o que mudará (ou não) com as possíveis gravidezes das mulheres de Hotshot? Eu só peço algo muito simples para a próxima temporada: conclusão para esta história. Hotshot nunca teve pés nem cabeça, foi sempre uma confusão enorme e uma história demasiado desconexa  e merece, pelo menos, algumas explicações coerentes.

Quero ainda realçar a cena que abre o segundo episódio, You smell like dinner, com o Jason a ser lambido pelo Timbo. Esta é apenas a segunda vez que vemos uma cena do gênero em True Blood e da outra vez também foi um Stackhouse e também aconteceu num segundo episódio! Falo claro da Sookie a ser lambida pelo Bill após ser espancada pelos Rattrays. Simbolismo?

 

Próxima análise: (Parte 2) - As bruxas

Categorias:

publicado por bexitah às 11:00
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
12 Dentada:
De Mariana a 18 de Setembro de 2011 às 13:30
O claude apareceu nesta temporada? Se ele apareceu eu nao me lembro... Mas eu acho que nao...


De Luisa a 18 de Setembro de 2011 às 18:16

Foi ele que ajudou a Sookie a sair do Mundo das Fadas ..


De S a 18 de Setembro de 2011 às 14:05
Que Análise muito bem escrita, parabéns, não podia ter dito melhor!


De bexitah a 18 de Setembro de 2011 às 21:58
Oh obrigada


De Mariana a 18 de Setembro de 2011 às 22:08
Ahh pois foi! LOL
P.s. Bexitah a analise esta excelente nao podia concordar mais!!


De bexitah a 18 de Setembro de 2011 às 22:17
Gracias ;D


De maria a 18 de Setembro de 2011 às 22:09
Para que é que a histórias das fadas foi abordada tão cedo, se não lhe voltaram a pegar durante a temporada inteira (tirando aquela fada que se meteu com o Andy)? O tema "central" da próxima temporada devem ser as fadas, só se for. Mas o desta temporada era suposto ser as bruxas, e elas foram tratadas muito desleixadamente... Sinceramente, espero que não façam histórias sem coerência nenhuma na temporada cinco. Eu se que os escritores conseguem fazer melhor. Eles têm de perceber que não estão só a escrever episódios, mas sim uma história completa.
E o mesmo com a cena toda de Hotshot, depois do Jason fugir de lá, nunca mais os vimos (não que me queixe muito), mas esperava que a Crystal voltasse e queria saber o que aconteceu à rapariga que ajudou o Jason a escapar. 


De Ana Rita Martins a 18 de Setembro de 2011 às 22:21
AH bem me pareceu que foste tu que escreveste o texto, tem o teu toque. Muito boa estreia e concordo contigo =)


De bexitah a 18 de Setembro de 2011 às 22:26
Tem o meu toque? Isso é óptimo! Obrigada Ana Rita!


De Ana Rita Martins a 19 de Setembro de 2011 às 23:40
Tem pois, disse logo ao Diogo :aposto que foi a Bexitah, tem a opinião que já tem mostrado e parece a escrita dela. E pelos vistos foste mesmo tu eheh. 
Nunca percas a tua capacidade crítica, adoro-a.
Já agora: oh Tchetcha já fazem falta comentários teus, vamos lá que o pessoal também quer saber a tua opinião relativamente à série etc (pelo menos eu quero). Se preferires assina como Tchetcha assim já podes convergir para uma certa team 


De Pedro André a 25 de Setembro de 2011 às 13:54
Bexitah, bela forma de começar aqui a opinar. Tem a tua cara :D eheh


De canada goose jackets a 15 de Janeiro de 2015 às 21:42
canada goose image zen-o central park


Comentar post

Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...
Quais são as vossas expectativas, pessoal do blogu...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: