Segunda-feira, 30 de Julho de 2012

5ª temporada, 8º episódio: Somebody that I used to know

Podem ver o episódio aqui.

 

Resumo do episódio:

Ep. 56 - Recap

 

Sobre o episódio, o primeiro realizado por Stephen Moyer:

 

 

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 20:44
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Sexta-feira, 27 de Julho de 2012

[Spoilers] Clips do próximo episódio

E o trailer:
Ep. 56 - Preview
Categorias:

publicado por sangue-fresco às 00:03
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (1) | favorito
| | Partilhar
Quarta-feira, 25 de Julho de 2012

[Spoilers] True Blood: 5x07 - In the beginning

Praise you, Lilith. It is your blood that gives us life.


Neste "In the beginning" ficámos a conhecer Lilith! Não, não é uma pessoa realmente, muito menos um espírito reencarnado num corpo humano, é mais uma espécie de manifestação do subconsciente quando os vampiros estão pedrados. Sim, foi tão ridículo quanto parece!! Num episódio em que, mais uma vez, mil e uma histórias foram contadas, a Autoridade perdeu mais um membro, Sookie descobriu que se pode tornar humana, Pam mostrou um lado sentimental e… bem, o resto da população de Bon Temps continua, inexplicavelmente, a ter tempo de antena.

 

AUTORIDADE

Dieter Braun. Mais uma personagem (e actor) que vejo partir com muita pena. Porque não matar Rosalyn que não passa de uma velha irritante? Fica a consolação pela sua primeira cena e pelo facto da sua morte nos proporcionar um bom momento. Sim, porque se há alguém que ainda não desiludiu esse alguém é Russell Edgington. Desde aquele ar matreiro após prender Eric à coluna, passando pela sua apresentação com Salome e Nora e à sua invasão do casamento, nem sei qual momento escolher como o melhor! Como já se via a léguas, Salome é a principal traidora. Continua, no entanto, a ser uma personagem bem misteriosa; o seu plano (se é que se pode chamar de plano ao que se considera uma inevitabilidade…) era matar Roman mas não incluía, por exemplo, que Eric e Bill se "oferecessem" para capturar Russell nem um momento preciso para a morte do Guardião. A ideia que fica, no final, é que tanto ela como Nora não passam de viciados, neste caso numa religião ("you Bible-banging cunts"), como já vimos tantos nesta série… O sangue que Roman tinha dito ser apenas simbólico é dado a beber aos vampiros que ainda se encontram na Autoridade e o que dizer dos momentos que se seguiram! Vampiros pedrados/bêbados/o que lhes quiserem chamar é algo que não se vê todos os dias em televisão. Tanto sangue derramado acaba por fazer surgir Lilith e, embora tenha imaginado algo daquele género, nada me preparou para a piroseira da cena em si. O Yoda!Godric volta a aparecer e consegue tirar Eric daquele transe em que os vampiros se encontram, pedindo-lhe para que salve Nora da espiral religiosa em que ela se encontra.

 

SOOKIE E JASON

No clube das fadas, Claude e Claudia dizem a Sookie que a sua magia está a esmorecer e que, caso esta se esgote, a telepata tornar-se-á humana. Esta possibilidade leva Sookie a ter uma conversa muito interessante com Sam (que saudades das interacções destes dois) e a testar, mais tarde, se esta teoria das fadas poderá ser mesmo uma realidade. Óbvio que Sookie não vai perder os poderes (ainda têm que explicar se "gastar" a magia significa perder o sangue fada que a faz ser apetecível para vampiros ou se significa apenas perder a telepatia e as mãos microondas…) mas estas dúvidas na cabeça dela fazem-me lembrar a Sookie dos livros que também passou por uma fase destas. Quem também teve uma interacção interessante com Sookie foi Jason. Adoro esta relação, acho que é das mais verdadeiras e reais da série e é sempre muito bom ter estes pequenos momentos entre estes dois irmãos. Jason procurou consolo em Jessica mas encontrou muito mais do que isso... Ele pode ser burro, e ela atira-lhe isso mesmo à cara ("I ain't never fucked a cow"), mas neste arrufo fiquei do lado de Jason. Yay Jason!!

 

TARA E PAM

Lettie Mae decide ir ao Fangtasia para, praticamente, desonrar Tara ("I'm a minister's wife now. I can't have any daughter of mine being a vampire"). A recém-vampira bem se tenta mostrar por cima mas não consegue esconder a dor de Pam que, façam soar os tambores, mostra carinho por outro ser que não ela ou Eric!! Tão bom ver esta Pam, a sério. Só gostava que, estando já a caminho do 8º episódio, tivéssemos mais destaque nesta história porque está a ser muito bom ter esta Tara vampira e Pam como a sua criadora. Quem diria?

 

POPULAÇÃO DE BON TEMPS

O resto das personagens desta série andaram a fazer aquilo que fazem melhor: roubar espaço no episódio… Mais a sério, Terry e Patrick, Lafayette, Arlene e Holly, o que estão a fazer com histórias de destaque quando estas mesmas histórias não têm nada a ver com o que se está a passar na série? Não consigo compreender qual a necessidade do ifrit, qual a importância de continuar com a história do demónio que devia ter ficado na 4ª temporada, para quê fazer desaparecer o corpo de Jesus só para se ir ao México coser a boca… Enfim. Sam apanha um dos atiradores do grupo de ódio no qual o Hoyt já se alistou, Andy vai visitar Bud (!!) para pedir conselhos e Alcide mostra que já esqueceu Debbie e Sookie…

 


Mais uma vez (e provavelmente será assim até ao final da temporada) o destaque vai para tudo o que envolve a Autoridade. É a mais-valia neste momento sem dúvida alguma e das poucas histórias que desperta interesse. Gostava de ter mais Pam por episódio, estes últimos têm sido escassos em cenas no Fangtasia com as duas vampiras. Gostei da Sookie deste episódio mas precisam de a envolver mais no arco principal da temporada porque, para protagonista, ela está muito apagada e deslocada do núcleo central (e não, a gravidez da Anna Paquin não é desculpa). Para o próximo episódio, realizado por Stephen Moyer, Eric começa a tentar salvar não só Nora mas também Bill, a luta pela liderança da alcateia de Shreveport começa, Luna tenta "imitar" Sam e Hoyt recebe um presente…


O melhor: Autoridade, Pam a mostrar coração, Sookie e as suas conversas com Jason e Sam

O pior: o mesmo do costume, nem vale a pena mencionar...

Nota: 7.5 (Bom)

 

Até para a semana e não se esqueçam de comentar e dar a vossa nota ao episódio na votação que está disponível para o efeito!

 

O que acharam do episódio "In the beginning"?

Categorias: ,

publicado por bexitah às 10:16
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Terça-feira, 24 de Julho de 2012

The Buzz: True Blood na Comic Con

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 10:00
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Segunda-feira, 23 de Julho de 2012

5ª temporada, 7º episódio: In the beginning

Podem ver o episódio aqui.

 

Resumo do episódio:

 

Sobre o episódio:

 

Sam fala sobre a Stake House:

 

Carrie Preston fala sobre a a amizade entre a Arlene e a Holly:

 

Sobre o relacionamento de Andy e Sam:

 

Sobre Lafayette e a visita ao Bartolo:

 

A importância de Roman como figura política:

 

A relação de Pam e Tara:

 

Sobre como foi filmar a cena em Nova Orleães.

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 10:46
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (1) | favorito
| | Partilhar
Sexta-feira, 20 de Julho de 2012

Charlaine Harris terminou o último livro da Sookie Stackhouse

 

"Dead Ever After" está completo. Eu sei que vou ter de reescrever algumas secções depois de ler as notas do meu editor mas a história está toda lá. Agora é pensar na Austrália e Nova Zelândia!"

 

As palavras são as que Charlaine Harris colocou há 2 horas na sua página do Facebook. O livro que finalizará a saga Sangue Fresco tem data marcada de lançamento nos EUA para Maio de 2013. No entanto a escritora admite escrever um adedum à história, para explicar o fim de alguns personagens, pois nem tudo vai caber no último livro.

 

 

Fonte: Facebook e Eric and Sookie Lovers

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 16:25
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Quinta-feira, 19 de Julho de 2012

[Spoilers] Clips do próximo episódio

Embora a HBO tenha por hábito disponiblizar cenas do episódio que não sejam muito reveladoras acho que, desta vez, podemos tirar várias conclusões de pelo menos uma das cenas do episódio deste domingo (intitulado "In the beginning"). Outra das cenas, envolvendo Sam, é muito engraçada...

 


 

Fonte: HBO
Categorias:

publicado por bexitah às 21:18
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Quarta-feira, 18 de Julho de 2012

[Spoilers] True Blood: 5x06 - Hopeless

Peace is for pussies!

 

Na crítica ao episódio anterior dizia eu que o confronto entre Russell e Roman prometia ser épico e, nesse aspecto, a série cumpriu e bem! Pena que este confronto tenha sido único e a morte de Roman tão prematura e inesperada! Agora temos um Russell completamente anárquico à solta e uma Autoridade a favor do mainstreaming sem o seu líder. Num episódio pautado por múltiplas histórias (acho que todos os núcleos tiveram tempo de antena…) decidi dividir esta crítica entre a história da Autoridade, que abrange uma boa parte das personagens mais interessantes, e as restantes histórias que tiveram menor destaque.

 

AUTORIDADE

Russell Edgington, que estava a ser ajudado pela alcateia de Shreveport (liderada anteriormente por Marcus e agora por J.D.), é capturado pela Autoridade e levado para o quartel-general desta organização. Ter Denis O'Hare numa série é um privilégio! É um excelente actor e logo nos primeiros minutos dá-nos uma interpretação magistral desta personagem tão boa e que tantas saudades tinha deixado e brinda-nos com uma série de frases fenomenais umas atrás das outras (destaco a "You’re fucking worse than human. You might as well be praying to leprechauns or unicorns or the motherfucking Kardashians. That makes just as much sense!"). Depressa nos apercebemos que esta Autoridade é uma cambada de hipócritas como diz Russell no final. Em vez de hipnotizar os prisioneiros do asilo (como Eric fez a Alcide e como Bill supostamente fez a Sookie), Kibwe faz destes uma refeição. O que aconteceu com o tratar os humanos como iguais? E dizia eu que Kibwe era dos membros do Conselho mais pacíficos…

Eric e Bill esses são tratados quase como heróis no seu regresso à Autoridade. Ver as expressões de Eric sempre que a religião era assunto de conversa foi muito bom e alguns dos melhores momentos deste episódio pertencem-lhe ("Enough with this religious bullshit already. Lilith can fucking blow me"). É também ele que decifra o discurso religioso (mais um) de Nora sobre Lilith e o seu regresso ("They're executing him tonight", será que ela se referia a Russell ou a Roman?).

Aqueles festejos de vitória por parte dos membros do Conselho é que foram prematuros e injustificados. Muita coisa aconteceu (ou não) naqueles momentos que antecederam a suposta execução de Russell:

  • Salome estava mesmo a injectar prata em Russell?
  • Molly não activou a iStake de Russell ou alguém a desactivou imediatamente antes da execução?
  • Sempre foi este o plano dos Sanguinistas? Levar Russell para dentro da Autoridade para matar Roman? Ou ele está apenas a ser usado por este movimento para acabar com a Autoridade?

A decisão de acabar com Roman (se ele estiver realmente morto claro) surpreendeu-me. Acreditava nesta derradeira morte numa fase mais adiantada da temporada (até porque os spoilers vão no sentido da Autoridade ter um novo líder a partir do próximo episódio), o facto de Chris Meloni ser um nome tão sonante no elenco (foi o único actor novo da série a comparecer na Comic-Con) e a promessa de uma guerra político-religiosa fizeram-me acreditar que Roman ainda iria dar mais cartas nesta temporada. A confirmar-se a sua morte no próximo episódio é realmente com pena que vejo este potencial de confronto entre Roman e Russell ficar por aqui e com tão pouco mostrado até agora… Ainda assim, a última cena (e a anterior com o brinde a Eric e Bill) foi o ponto alto de um episódio um pouco aborrecido.

 

POPULAÇÃO DE BON TEMPS

Neste ponto vou incluir todas as outras histórias do episódio, que foram muitas… Praticamente todo o elenco esteve presente e só uma ou outra história da temporada é que não foi abordada. Confissão: sempre achei e continuo a achar que os humanos são o ponto mais fraco desta série. Deviam ser os elementos mais secundários porque, em comparação com os vampiros, saem sempre em desvantagem. Obviamente que existem momentos esporádicos em que uma personagem humana consegue brilhar (Lafayette, Jason) mas de um modo geral dou por mim quase a adormecer sempre que o sol nasce em Bon Temps… E foi isto mesmo que se passou neste episódio. O facto de andarem a pular de história em história não ajudou porque continuo a não estar interessada na história de Terry (Arlene: "You've gone off your meds, haven't you?") e a reintrodução do avô de Jesus, tal como o ano passado, não me diz nada. Ter Alfre Woodard neste elenco é outro luxo. Aqueles 2 minutos com Ruby J. foram do melhor e a única coisa boa dos 5 minutos de presença de Lafayette neste episódio… A história de Sam funde-se aqui com a de Hoyt já que este, após atingir aquele que será provavelmente o ponto mais baixo da sua existência (deu dó a sua cena com Jessica), é reconhecido por um dos humanos que anda a caçar sobrenaturais e raptado por este grupo. Alcide, após lutar com os lobisomens de J.D. cheios de V, decide que vai aceitar o cargo de líder da alcateia. Tara volta a levar uma reprimenda de Pam mas parece-me que a tensão de outrora ganhou uma nova conotação neste episódio. Sookie e Jason foram ao clube secreto das fadas (90% do tempo ocupado a mostrar os dançarinos pois claro) e Claude conta a Sookie que os pais foram mesmo mortos por um vampiro atraído pelo sangue da telepata. Esta história ganhou uns pontos na minha consideração. Achava que esta revelação da morte de Michelle e Corbett podia ser um esquema das fadas para culpar os vampiros (ainda não a descartei atenção) mas o flashback daquela noite deixou-me curiosa… Curiosa fiquei também com o sonho de Jason e com o facto de Corbett não ter acabado o que estava a dizer ao filho ("The only thing you have to fear...  is…"), não acredito que isto tenha sido feito por acaso.

 


Este episódio valeu, principalmente, pelas cenas envolvendo vampiros. O episódio perdeu gás com as múltiplas histórias dos cidadãos de Bon Temps e com o vai e vem entre estes segmentos. No entanto, a série encontra-se num bom momento e o regresso de Russell Edgington promete muito para os próximos episódios. A situação actual da Autoridade e todo o mistério em volta de Lilith também são momentos que podem trazer uma grande qualidade à série. Os restantes arcos da temporada ainda não atingiram um patamar satisfatório infelizmente. Para a semana Russell anda à solta pelas ruas de New Orleans e decide interromper um casamento, Sookie pensa em como seria a sua vida sem poderes, Alcide prepara-se para a luta pela posição de líder da alcateia e Eric e Bill bebem um sangue muito especial…

 

O melhor: todas as falas de Eric e Russell, a última cena do episódio

O pior: Terry, tantas histórias em 53 minutos (!!)

Nota: 7.8 (Bom)

 

Até para a semana e não se esqueçam de comentar e dar a vossa nota ao episódio na votação que está disponível para o efeito!

 

O que acharam do episódio "Hopeless"?

 

Categorias: ,

publicado por bexitah às 10:12
link do post | Dê a Sua Dentada | ver Dentadas (3) | favorito
| | Partilhar
Segunda-feira, 16 de Julho de 2012

5ª temporada, 6º episódio: Hopeless

Podem ver o episódio aqui.

 

Resumo do episódio:

Ep. 54 - Recap

 

Sobre o episódio:

 

Sobre a cena de glamour à Sookie:

 

Porque é que Eric diz que não é religioso:

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 14:01
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar

Comic-Con: Painel de True Blood

Ontem à noite, o elenco de True Blood reuniu-se na Comic-Con para apresentar o seu painel, como já vem sendo habitual nos últimos anos. Alan Ball e grande parte dos actores principais apresentaram o trailer para o que resta da 5ª temporada e participaram numa sessão de perguntas e respostas, primeiro, com o moderador Tim Stack e, depois, com o público que se encontrava na sala.

 

Alan Ball, Alexander Skarsgård, Rutina Wesley, Anna Paquin, Stephen Moyer, Kristin Bauer van Straten, Sam Trammell, Ryan Kwanten, Deborah Ann Woll, Joe Manganiello e Chris Meloni

 

[NOTA: Os vídeos do painel são, como é de esperar, de má qualidade e muitas vezes ouvem-se mais os gritos dos fãs do que a conversa que decorre na sala mas, mesmo assim, aqui ficam os vídeos do painel.]

 





Como destaques daquilo que foi dito na hora que durou o painel salientámos os seguintes pontos (cuidado com os spoilers):
  • O painel de True Blood teve lugar imediatamente a seguir ao de The Vampire Diaries. Muitos fãs de True Blood decidiram assistir ao do da série da CW para garantirem um lugar e a diferença de calor de público entre paineis foi notória. No entanto, Stephen Moyer, com um sorriso nos lábios, recusou-se a comentar a relação entre as duas séries de vampiros;
  • Alan Ball: "É uma das minhas coisas preferidas numa série de televisão, quando surge química entre personagens que não se suportavam antes", disse o criador sobre a necessidade de criar relações novas de forma orgânica numa série com um elenco tão vasto (Eric/Bill, Pam/Tara);
  • Rutina Wesley está a adorar interpretar uma baby-vamp este ano e tem adorado trabalhar com Deborah Ann-Woll. Tornar Tara vampira mostra algo que não aconteceu com Jessica, a transformação em algo que ela odiava tanto antes;
  • Alexander Skarsgård e Stephen Moyer tiveram que ser repreendidos por Alan Ball por causa da cena na mala do carro no 1º episódio. Os actores não conseguiam parar de rir quando deviam estar a filmar a (muito séria) cena. No final, Stephen confessou que Alex é o melhor "aconchegador" dos dois!
  • As roupas de Pam mereceram, mais uma vez, uma menção muito especial numa Comic-Con. Havia até mais do que uma pessoa no público com aquele fato amarelo dos gatinhos da Wallmart! Aproveitando a dica, Rutina comentou que tem sido divertido vestir-se melhor este ano e fez uma imitação da sua mãe absolutamente imperdível!
  • Alan revelou que a decisão de tornar Steve Newlin gay não foi feita conscientemente, nunca houve uma ideia formada para o tornar homossexual. Os escritores simplesmente aproveitaram o potencial que já emanava do ecrã na segunda temporada;
  • Chris Meloni falou das diferenças entre a série que participava antes e True Blood: "Um crime sexual tem uma conotação diferente". Falou do quanto o universo é fascinante (ele nunca tinha ouvido falar num metamorfo pantera) e do quanto a série era inesperada e surpreendente: "A minha mulher pensava que nunca iria empalar o miúdo! Ahah!" A única coisa que Chris Meloni queria mesmo muito fazer em True Blood era espetar uma estaca num vampiro! Como nunca lhe disseram quem era o traidor no Conselho da Autoridade, o experiente actor torceu para que fosse o pequeno Alexander Drew desde o início.
  • Descobrir mais sobre Michelle e Corbett Stackhouse e como morreram, quer seja por sonhos ou flashbacks, terá mais impacto em Jason do que em Sookie...
  • Alan admite que as primeiras cenas com fadas em True Blood estavam… erradas. "Aquilo não era bem a nossa série". Por isso, decidiu pegar no clube de fadas dos livros e dar-lhes um tom mais sensual, mais adulto. A guerra civil das fadas é uma possibilidade no futuro;
  • Como isto é True Blood, esperem cenas de sexo malucas e capazes de nos deixar de boca aberta no que resta da 5ª temporada! Alcide vai retirar as entranhas de um membro do elenco durante uma dessas cenas (Eww!);
  • Alan e quase todo o elenco enalteceram o excelente trabalho de Stephen Moyer com a realização do oitavo episódio. "Senti-me como uma viúva durante um mês" disse Anna Paquin enquanto o marido confessou que considera aquele episódio como o seu bebé;
  • Kristin Bauer van Straten emocionou-se em plena Comic-Con ao mencionar que se fartou de chorar nas cenas em que Pam é libertada por Eric. A troca de galhardetes entre Kristin e Alex é adorável e notou-se o carinho com que falam um do outro e das suas personagens;
  • "Para já, não existem planos de incorporar Quinn na série", afiançou Alan que depressa acrescentou que, como se vai afastar da série, o novo produtor-executivo (Mark Hudis) pode querer alterar estes planos...
  • Mais romances para esta temporada: "Três novos romances ainda vão acontecer. Também há muitas pessoas a terem sexo mas isso não conta como romance”
  • Alan surpreendeu ao afirmar que acha que a série tem grandes probabilidades de ter mais três temporadas!
  • Ryan Kwanten, muito envergonhado, aceitou andar com as mãos (uau!) depois de todos os homens se terem negado a flectir os músculos contra Joe Manganiello;
  • Sem surpresas, a cena da morte de Godric é a preferida de Alex e de muitos fãs presentes no público;
  • Alan Ball, visivelmente emocionado, foi ovacionado de pé pelo elenco e pelo público: "Se eu não estivesse tão velho e tão cansado eu ficava e fazia muitas mais temporadas, esta série é o pico da minha carreira", finalizou o criador após um longo abraço a Anna.

E para vocês quais foram os destaques deste painel de True Blood na Comic-Con? Algum spoiler deixa-vos com água na boca para o que resta desta 5ª temporada? Deixem as vossas impressões nos comentários.


publicado por bexitah às 01:31
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

Olá eu quero muiito compra um frasco de sague de v...
alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: