Sábado, 25 de Setembro de 2010

Pedro Sousa - I forgive you Pamela

Estava um dia de muito calor. Eu tinha vestido o meu biquíni novo. Era amarelo vivo e acentuava as qualidades do meu corpo. Tinha ainda um velho chapéu branco que pertencera a avó, para proteger a minha cara do sol, e usava uns óculos todos pomposos que uma cliente havia deixado no Merlottes e que ninguém até então tinha dado por falta. Sim, era um daqueles dias perfeitos. Podia estar cá fora, a descontrair enquanto sentia a vitamina C a entrar-me pelos poros. Fascinante que o Sol que parece uma laranja gigante, tenha o mesmo efeito que as ditas cujas.

- Humm, dava um dos meus caninos por esse sangue apetitoso – disse uma voz que me era familiar. A verdade é que dadas as circunstâncias (um dia de sol e calor extremos), ouvir esta voz era quase que impossível. Abri os olhos, e sim não estava enganada. Era ela. A Pam.

- Estou a sonhar não estou? – Disse-lhe num tom quase que indiferente à sua presença.

- Querida, sonhando ou não, não queres aproveitar? – Enquanto falava, a mão que estava junto a anca mexeu-se para endireitar o cabelo. Engraçado é que sendo ela uma vampira, podia jurar que vi aquele movimento em câmara lenta. Pam vestia um biquíni preto que era demarcado por pequenos diamantes entre as mamas e de cada lado das suas ancas. Também ela queria que se notassem as suas melhores qualidades.

- Não, não quero. Não depois do que me fizeste passar. Quero acordar disto. Não há nenhuma espécie de palavra mágica ou coisa assim para se acordar destas coisas?

- Humm, palavra mágica não sei, mas posso pensar em algo – e disse isto ao mesmo tempo que com uma velocidade vampírica se colocava sobre mim. Beijou-me a barriga. Beijou-me entre os seios. Beijou-me o pescoço. Claramente não lhe conseguia esconder a minha excitação com o momento. Levantou a cabeça e cruzou o olhar com o meu. Abriu a boca e expôs me os caninos. Não queria que me mordesse e por isso gritei. Senti a sua cabeça ir contra mim. E foi nesse momento que acordei.

Parva. Esta coisa dos sonhos com os vampiros que nos dão sangue é só parva. Olhei para o despertador e já tinha anoitecido. Tinha dormido o dia todo. Será que teria estado um dia como o do meu sonho? Espero que não. Levantei-me e fui à cozinha preparar um chá. Ainda estava sobressaltada contudo o que tinha acontecido. A Pam e a sua amiguinha Vicky, foram longe de mais. Vicky era uma velha amiga de Pam e havia aparecido em minha casa. Tinha sido gentil o suficiente para admitir uma estranha (e ainda por cima vampira) em minha casa, porque estava com a Pam e achei que era de confiança. Mas quando a estranha tenta drenar-me o sangue e a Pam ajuda à festa, é algo que não posso admitir. O estranho é que podia tê-las expulsado com dois simples “desconvites”. Mas por alguma razão quando senti a Vicky a drenar-me o sangue, pensei que Pam me ajudaria. Que tola. Sorte a minha Bill estar nas redondezas. Por muito que me queira manter longe daquele traidor, a verdade é que este salva-me a pele mais vezes do que gostaria. E sorte a minha que na semana anterior ele tinha cá estado em casa para falarmos sobre a celebração da reunião dos “Descendentes dos Mortos Gloriosos” no qual estava envolvido.

Antes de chegar a cozinha senti baterem na porta. Não sabia quem seria. A esta hora podia ser qualquer pessoa, visto que já era noite. Espreitei para ver quem era e não podia acreditar.

- Que lata a tua apareceres aqui. – Gritei com uma voz que saiu mais esganiçada que propriamente convicta e corajosa. Que se lixe, uma gaja não tem que estar sempre composta.

- Oh vá lá Sookie, tu sabes que não foi por mal. Eu sou uma vampira. Presas, sangue, eu. – disse como se fizesse o raciocínio para uma loira burra.

- Vai te embora, não quero saber de ti para nada – disse eu ainda mais esganiçada.

- Vá! Deixa-me entrar. Deixa-me compensar-te. – Tinha que confessar que ver a Pam, sempre tão dura e tão imperturbável, a suplicar, me dava uma certa satisfação pessoal.

- Vai te embora Pamela! – Disse-o com desdém e com ênfase no “ela”. Ela odiava que lhe chamasse pelo seu verdadeiro nome. Dizia que lhe fazia lembrar uma stripper rasca dum bar chamado Doube M, que uma vez visitara em Washington.

- Ahah agora só me queres atingir. Pronto, chamaste-me isso agora estamos quites. Vá lá, o Eric obrigou-me a dormir de roupa interior de prata, estou com as minhas “partes” assadas. – E foi neste momento que desatei a rir. A ideia de vê-la nua esbranquiçada com as “partes” assadas fez-me rir. Abri a porta.

- Ele não fez mesmo isso pois não? – Perguntei ainda entre risos.

- Não, não fez. Embora eu merecesse. Ouve bem Sookie porque pedidos de desculpa e actos condescendes não os vais ouvir muitas vezes da minha boca. Desculpa, não me devia ter aproveitado de ti e devia ter me controlado, tanto a mim quanto a Vicky. Perdoada? – Não era o pedido de desculpas mais bonito que alguma vez tinha ouvido, mas sim vinha da Pam e parecia ser sentido.

- Que se lixe. Não era a primeira vez que me tinha tentando sugar, já começo a ficar habituada.

- Boa. Agora tenho que voltar. Hoje vem uma excursão de pseudo góticos/malucos e tem que haver alguém a controlar o ambiente, não vá algum engraçadinho se descontrolar. Vim aqui só para que ficasse tudo bem. Não gosto de mal entendidos e até te acho engraçada, para uma humanazinha frágil – Disse-o de forma indiferente e aborrecida.

- Porquê que acho essa situação irónica. Tu a controlares engraçadinhos descontrolados. Essa é boa. – Ao mesmo tempo que disse isto, ela aproximou-se da ombreira da porta, que era provavelmente o limite que lhe era permitido, encostou a sua cara na minha e de forma sussurrada disse:

- Descontrolei-me uma vez. Mas quando me controlo posso ser uma caixinha de surpresas. Basta tu quereres Sooks. – E dito isto afastou-se e piscou-me o olho. – Até à vista loiraça…

- Até a vista Pamela – gritei-lhe porque esta já tinha desaparecido na escuridão, mas não antes que pudesse ouvir em resposta “ficas a dever-me uma”.

 

Este texto faz parte do passatempo Sangue Felino


publicado por sangue-fresco às 13:23
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
7 Dentada:
De Pedro André a 25 de Setembro de 2010 às 14:21
Yay, postaram a minha história. E fico contente de ver tantos textos altamente. :D


De Ana Rita Martins a 26 de Setembro de 2010 às 01:00
Cuecas de prata, o cinto de castidade para fangbangers lol


De Pedro André a 26 de Setembro de 2010 às 13:13
LOL vou mandar a minha ideia ao Allan Ball :D


De bexitah a 26 de Setembro de 2010 às 14:35
Lool essa da roupa interior de prata partiu-me a rir!
Eu nem precisei de ver de quem era a história para adivinhar que era do Pedro =)


De Pedro André a 26 de Setembro de 2010 às 19:03
é como se fosse já a minha assinatura :D


De Ana Rita Martins a 26 de Setembro de 2010 às 20:58
O quê? A Pam, as ideias mirabolantes ou as ideias malucas com a Pam? 


De Pedro André a 26 de Setembro de 2010 às 21:03
Posso dizer as duas :D


Comentar post

Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...
Quais são as vossas expectativas, pessoal do blogu...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: