Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010

11º episódio da 3ª temporada: Críticas e opiniões

Para verem este episódio online, experimentem um destes links.

 

Depois deixem aqui as vossas críticas e opiniões.

 

Dentro do episódio:

Ep. 35: Inside the Episode

Sobre as fadas:

Ep. 35: Postmortem - Faeries

E um tributo aos que encontraram a morte definitiva, em True Blood:

Categorias:

publicado por sangue-fresco às 15:42
link do post | Dê a Sua Dentada | favorito
| | Partilhar
15 Dentada:
De sara a 30 de Agosto de 2010 às 17:21
Este foi um dos meus episódios favoritos desta época. Não digo que foi o melhor porque só no fim da temporada é que consigo analisar de forma justa, mas adorei! Bravo Nancy Oliver!
Não foi um episódio perfeito, mas as imperfeições muitas das vezes acabam por ajudar a dar ênfase às outras partes. :p

Sam e Tara / Lafayette e Jesus: Ok... estou numa de esperar para ver.

Quanto à Arlene e ao Terry, não tenho nada de especial a dizer, mas gostei da performance de ambos e acho que as cenas foram bem feitas. Pelo menos estavam mais interessantes neste ep.

Hoyt e Jessica: nada de especial a dizer também. Era o que se esperava. :)

Bill e Sookie: Por incrível que possa parecer, não detestei o Bill durante este episódio. Acho que ele esteve muito bem ao alinhar com o Eric, foi inteligente. Achei igualmente que a conversa que ele teve com a Sookie no carro foi muito interessante e reveladora. Por um lado a Sookie surge como uma pessoa normal, com o mínimo de discernimento e esperteza, capaz de ter uma conversa normal e até de admitir que há um lado do Eric que ela gosta (hello season 4! :D I see what you did there, Nancy.)

ERIC. O melhor de True Blood, definitivamente. Até me arrepiei na cena em que ele sai à rua ao sol, ao ponto de me sair uma lágrima. E a maneira como ele falou com a Pam e como ele olhava para a Sookie... <3

Não sei se notaram durante estes últimos eps, principalmente este e o anterior, que eles têm dado umas pistas sobre uma *possível* futura relação entre a Sookie e o Eric e isso alegra-me. Às vezes criticamos os argumentistas e o Alan Ball, mas suspeito que a 4ª temporada vai ser épica, mesmo que a longo-prazo o AB queira que o Bill fique com a Sookie.
Estou optimista!


De Marília a 30 de Agosto de 2010 às 17:30
Confesso que esperava algo de mais bombástico para o episódio de ontem. Não teve grande acção, achei até ligeiramente aborrecido. Parece que estão a guardar tudo para o último, será? Espero que sim.

Que dizer? A Yvetta é uma bitch, uma ladra... nada de interessante. A Jessica mordeu o Hoyt... ya. A conversa de "vamos começar de novo" do Bill, ya... A relação daqueles dois já deu o que tinha a dar, e isso foi visível no episódio de ontem, ou é impressão minha? Aborrecido o Bill, já não posso com ele. Sempre tão bonzinho, tão salvador da pátria, tão "O Eric é que é mau", ... haja paciência.

O ponto alto foi mesmo o plano do Eric... surpreendeu-me até ao último momento. Isto porque na promo do episódio dava a entender que o Eric não se queimava no sol. Afinal, queimou, mas mais lentamente. E o Russel caiu que nem um patinho... idiota. Não entendo porque é que o Eric não fugiu dali e não amarrou o Russel a qualquer coisa. Mas pronto! Antes de ele morder a Sookie, estava com ar de quem lhe queria dizer algo, foi tão awww. E ele a beijar a testa da Pam, ohhh. O lado sentimental do Eric é sempre tão agradável de se ver. Era tão bom que fosse a Sookie a salvá-lo.

Gostei bastante do facto de ela ter dito ao Bill que já viu um "outro lado" do Eric, e que era verdadeiro. ;)


De Catubodva a 30 de Agosto de 2010 às 22:39
Então?Nada de preview do próximo ep ??? :(

Parti a moca a rir com a musica no telefone do Eric !Fantástico !
Acho que para 11º ep . estava à espera de um pouquinho mais, mas acabou por ser bom, graças em grande parte à actuação do Eric Pam Russel .

Pah lamento, mas não consigo mesmo mais engolir o Bill . Ambos sabiam que estavam a falar de uma completa ilusão (daquelas bem cor-de-rosa), mas mesmo assim achei o diálogo ridículo e enjoativo! Vá lá, o Bill quer ir pescar com o Jason ?? Seriously?
A cena do Sam então foi sem palavras, pareceu-me forçado, ainda que o que ele disse a seguir, tenha salvo qualquer coisa. Ok ele está farto de ser bonzinho, compreensível, mas foi aos píncaros do exagero.
Adorei o Andy , manteve a dignidade.

É de facto muito bom ver este outro lado do Eric , é real sim (ainda bem que a Sookie o admitiu). Este sim, é o Eric que conhecemos! E representado na perfeição, todo aquele turbilhão de sentimentos contidos, aquele olhar que fala de uma angústia imensa... Foi linda a cena com a Pam , fiquei toda lacrimosa. A festa dele na Sookie era mais uma despedida... E quando ele vem cá para fora... Acho que ele percebe de vez, quão preciosa é a Sookie , não útil mas realmente especial, principalmente porque o faz sentir! Desesperado sacrifica-se e a Pam assiste igualmente desesperada, mas resignada porque o ama e porque essa é a vontade dele! Sublime, fiquei arrepiada!
Se calhar estou a ver coisas onde não existem e se calhar o propósito nem é nada esse. Se calhar amanhã vamos ter o Eric a atirar a Sookie para um abismo!hehe Mas gosto de ser optimista de vez em quando e foi assim que interpretei.


De Marília a 30 de Agosto de 2010 às 22:59
Promo do episódio 12:

http://www.youtube.com/watch?v=tcrqLyW4Dak


;)


De Catubodva a 31 de Agosto de 2010 às 21:58
Tanks!


De Catubodva a 30 de Agosto de 2010 às 22:41
P.S. : mistério desfeito, acerca de quem graffitou o Fangtasia! Acho que a cardiologista fez o gostinho ao dedo antes de partir!


De Ana Rita Martins a 30 de Agosto de 2010 às 22:57
Gostei imenso do episódio.
Pam e a sua prata em spray, que diva, quando crescer quero ser como ela.
Com que então a Yvetta é cardiologista? Lol essa está muito boa. E ela toda furiosa por o Eric não lhe deixar nada, pronto, decide soltar a Sookie .
Apanhei um susto de morte com o Jesus, meu coração até saltou um batimento. Suspeito que o Lafa o viu daquele modo não só por causa do v mas porque estava a ver a "alma "dele (ele tem algo de mau, não consigo deixar de pensar nisso desde que apareceu).


Achei piada ao Bill, quando iam no carro da Sookie a conversar e eles pôs-se logo a falar mal do Eric e a defender-se, foi lindo, principalmente quando ele lhe respondeu que o que ela sente pelo Eric é mais do que resultado de ter bebido sangue do viking .
Sam tinha de virar o parvo do sítio? Bah que treta, e voltou ao sexo com a Tara?Por favor, se não sabem o que fazer com ele, deixem-no estar sem aparecer, mas mais sexo entre aqueles dois não please.
Coitadinho do Terry, primeiro o Sam trata-o horrivelmente e depois ainda pensa que perdeu o "filho", deu-me mesmo pena quando ele se pôs a chorar e fiquei feliz por ele quando descobriu que afinal o bebé está bem.
 A parte do Kitch foi uma seca descomunal, por favor que coisa mais sem graça.
Tive pena do Tommy quando o Sam atrofiou com ele, mas já andava a abusar e depois lixou tudo ao ir roubar o irmão.
Amei quando a mãe do Hooyt disse à Summer que ela é bonita co mo um porquinho sinceramente eu dispensava tal elogio se fosse a ela mas ok...
O boneco do lafa que tinha o cabelo em pé cor de laranja não vos lembrou do avô do Jesus? A mim lembrou imenso, mas se calhar é mania minha.
O Eric tem sido um fofo (tirando quando pegou na Sookie e a prendeu daquela maneira na cave), o ar dele quando estava para beber da Sookie era tão intenso, preocupado... E depois a acariciar-lhe a cabeça...Lindo.
Mas o que amei mesmo foi ele a falar com a Pam, que relação mais bonita até me emocionei.Nem vou falar do sacrifício que ele está disposto a cometer... Eric, se não fosse já  da tua team, teria passado a ser nestes últimos tempos.
Sim é verdade, Bill também se portou bem e tal, mas para mim já passou à história, lamento. Gostei dele a lutar com a Pam e quando ele disse que seria professor se fosse uma pessoa normal (a Sookie dizer que seria rica foi mesmo à saloia lol mas teve piada).
Último episódio vai me matar do coração de certeza, ainda por cima acaba sempre em suspense e com cena que dá mote à temporada seguinte...ai ai...


De bexitah a 31 de Agosto de 2010 às 20:25
O episódio foi… blah. Blah no sentido de não me ter despertado assim mt interesse. Em algumas partes foi até boring e, curioso (ou não), isto aconteceu mais nas cenas de Bon Temps. Os argumentistas têm que fazer drásticas alterações nestas storylines pq já não há paciência. É mt tempo perdido com histórias de caca (Jason e Kitch), é mt tempo perdido a desenvolver histórias (Lafayette e Jesus), é dar passos atrás constantemente (Sam e Tara)… E de um episódio anterior à season finale esperava mais, mt mais. Deixaram tudo em aberto para o último episódio e dá-me a entender que vai ser uma salgalhada do caraças, com imensas personagens (Alcide, Sophie-Anne, Claudine e o pessoal de Hotshot regressam), se calhar até no mesmo espaço físico. Espero que não seja um desastre!

O melhor do episódio esteve no Fangtasia e na cena do museu. Adorei o confronto entre o Russell e o Eric e, claro, a melhor maneira para acabar com uma cena com tanta tensão era mesmo aquele toque de telemóvel lool

Pam!! Quero mais Pam por favor! Ela a pulverizar o Beell foi lindo! Pena foi vir a skank da Yvetta e ajudar a Sookie a fugir. E quem mais ficou com a certeza que a amizade entre a Sookie e a Pam dos livros dificilmente será transposta para a série?? É pena…

A conversa no carro, ai meu deus, foi tão entediosa… Ah pessoas mais chatas! O bom foi ficarmos a saber dos sentimentos da Sookie (dos quais o Beell tem mais conhecimento que a própria Sookie…) e do facto de que ela definitivamente não confia no Beell e não teve quaisquer problemas em dizer-lho (após dizer que o ama muito claro *vómito*)

Eu ainda consigo engolir toda a história do Jason e da Crystal mas esta história do Jason e do rapazinho que o faz lembrar dos seus tempos áureos? Serviu para quê? Para mostrar que todo o mundo anda a consumir V? E o que é feito daquele Jason que queria ser polícia?

Sou só eu que não consigo aceitar todo este background que querem introduzir no Sam? Que volta de 180º que a personagem deu… E enrolar-se com a Tara? Seriously? Reciclar storylines para quê? A miúda estava a beijar o Jason à meio dia atrás, viram que não resultava. Puseram-na a chorar mais um bocadinho (como se já não tivéssemos visto que chegue…), e espero que aquela conversa com o Andy tenha sido para encerrar o assunto Eggs. Juntá-la ao Sam, não, não, não…

O Terry partiu-me o coração quando começa a chorar ao pensar que perderam o bebé. Aquele homem é bom demais para a Arlene… just sayin’!

O Eric a despedir-se da Pam foi de partir o coração =/ Estes dois têm tanta mas tanta química. É lindo de se ver. Ela a chorar quando o Eric sai para a rua é simplesmente lindo, todo o ambiente, o ar perplexo e nervoso do Russell, a música, aquele “don’t let them see” deixou-me de lagrimazinha no olho. E acredito que mt gente ficou assim tb. Achei a cena mesmo linda! Adorei quando o Russell vê o Eric, como ele está queimado, junta dois mais dois, tenta fugir, o Eric algema-o e obriga-o a ajoelhar-se… mas não quero que o Russell se vá desta forma! Um vampiro com quase 3000 anos merece dar mais luta (já que nos roubaram uma possível guerra que o Russell poderia e deveria ter provocado).

E agora quero fazer uma afirmação: eu adoro o Eric. Já é a melhor personagem dos livros e, de momento, é-o na série também. E não, não é por ser interpretado pelo Alexander que é uma carinha laroca! Estou FARTA que se dirijam às fãs do Eric como adolescentes que só vêm o actor e não a personagem (isto não é Twilight). Eu interesso-me pela série e pelos livros como um todo, interesso-me pelos plots, pelas personagens, sei analisar as coisas deixando de lado o meu favoritismo (nem sempre consigo ser totalmente imparcial é verdade), sei apreciar storylines que não o envolvam... Não há como não adorar o Eric, é a personagem mais complexa e melhor construída, é a mais constante (sem as oscilações na escrita que outras personagens sofrem), a mais real e humana (sim, eu sei, isto é uma história de vampiros mas consigo me identificar com imensas características dele). E sim, é, provavelmente, a personagem mais fiel à dos livros, e, sem dúvida, a melhor interpretada, agora sim, pelo Alexander Skarsgard!

/rant


De Pedro André a 1 de Setembro de 2010 às 00:32
Um óptimo episódio, este desta semana. Não consegui perceber a ligação do tema do episódio "Fresh Blood" ao episódio em si. No que diz respeito à generalidade foi um bom episódio. Sim não teve acção. Mas a história em si, acho que foi contada de forma a manter-se interessante.
Acho que o tema do episódio devia ser "Demons". Vemos algumas personagens a lidarem com os seus problemas. A Tara em relação aos Eggs. O Sam em conflito com o seu passado. A Arlene e a situação do bebé. O Eric a por em práctica a vingança do causador da morte da sua família.
Adorei a cena inicial claro com a minha Kristin Bauer. Maravilhosa, como sempre. Aluta com o Bill constituí um must neste episódio. A pequena intervenção da Yvetta, muito engraçada.
Depois aparece a cena do Lala e Jesus. Ok o que foi aquele momento de revelação do Lala. Será o Jesus um destes demónios que aparecem no livro Traição da Sangue? Humm não sei. E depois WTF aquela cena dos bonecos a falarem com ele? :O LOL muito estranho. Não percebi aquilo, mas espero entender ainda esta temporada what hell is going on...
Gostei imenso do diálogo da Crystal e da Jason. Mas o Jason irrita-me mesmo. É muita tonto. Sim também ele neste episódio lida com o passado na medida em que vê o miúdo tirar lhe o retirar lhe o recorde no futebol. Sim admito que não é lá muito interessante. E para mim um dos pontos baixos do episódio. Quero lá saber se ele fica frustrado se já não detém o recorde sei lá do quê. E se nao ganhou a bolsa sei la pá onde. Isto n é o The Blind Side é True Blood.
Outro grande momento do episódio foi aparição do Hoyt e da Jessica. Muito bom. Muito intensa a cena e a primeira vez que levei o actor que de Hoyt ( sim não tenho pachorra de procurar o nome), a sério enquanto actor.
Gostei de ver o momento de redenção da Tara em relação ao assunto Eggs, parece que ao ouvir as palavras de Andy, ela parece ter entendido que mesmo quem o matou não se sente bem com o que aconteceu, e que tudo faz parte da inevitabilidade da vida. Devemos dar graças pelas pessoas que mudam a nossa vida, mesmo que seja por pouco tempo. Quer morram, quer partam merecem sempre que vivamos a vida como se estivessem aqui conosco (wink, wink. Eu sei fui profundo). O momento 'f*ck-me hard', entre o Sam e Tara era escusado. Mas ok, uma pelos velhos tempos.
Gostei dos momentos Arlene e Terry. Acho que nesta história em particular captaram bem a essencial solista do Louisiana. A mentalidade e ignorancia face ao antagonismo entre o bem e o mal. Em que o mal gera mal e o bem gera bem. A Arlene personifica muito bem essa mentalidade ao acreditar que um filho do Renee estaria predestinado para o caminho do mal. Enfim, muito bom.
Só falta falar do Bill, Sookie, Eric e Russel. Antes de mais, dizer que até a mim já enjoa Bill e Sookie. Move on people. Espero que estejamos a caminhar para o fim daqueles dois, porque já se começa a esgotar a paciencia. Dennis O'hare, impecável como sempre uma óptima interpretação. Agora, em relação ao Eric, ou mais concretamente ao Alex eu devo ser das poucas pessoas que o acha a nível de representação um bocado limitado. Opa não sei. Existe falta de emoção e de intensidade na sua representação. SIm a personagem Eric tá muito bem construída. A nível de falas, a nível de intervenção na história. Mas a nível de contributo do actor para enriquecer esse mesmo personagem, a intensidade necessária, infelizmente e parece que devo ser o unico, acho que falta. Isto é a minha opinião. Mas pronto se calhar sou só eu a ser exigente de mais.
Bem, no geral foi um óptimo episódio com um belo final, com aquele twist. É óbvio que o Eric não vai morrer (ou vai)? Devo ser honesto, que se morresse, não ficaria triste. Sim perderiasse um grande personagem, masssss seria algo inesperado. LOL (alguém vai matar-me). Isto para dizer, que sim gostei do episódio, achei bom. Com bons interpretações. Bons momentos. Entretenimento.


De sara a 1 de Setembro de 2010 às 12:17
A meu ver "Fresh Blood" refere-se ao sangue da Sookie!


De Pedro André a 1 de Setembro de 2010 às 12:21
Yeah penso que sim. Ainda assim não achei um motivo demasiado forte para ser o tema do episódio. Mas pronto, que todos os males fossem esses. Olá Sara. (não ligues acabei de acordar.)


De sara a 1 de Setembro de 2010 às 20:23
(Olá Pedro!)
Nesse aspecto estou em desacordo contigo (sorry! :p).
A questão do sangue é muito importante a meu ver porque é o que nos leva ao cliff-hanger do episódio. O sangue dela é o ponto de partida de todo o ep, ou seja, é usado como um engodo pelo Eric para atrair o Russell, acabando por deixá-los naquela situação fora do Fangtasia. Situação essa que poderá ter que ver com a possível morte definitiva do Russell!


De mariaa a 1 de Setembro de 2010 às 19:26
Hmm, eu não me admirava nada que o allan no ultimo episodio desse a ideia que o eric tinha morrido, e depois na outra temporada ele aparecer por qualquer coisa. Mas espero que isto não aconteça :s  gostava que a sookie o salvasse, ou qualquer coisa assim, e que o eric ficasse mais apanhadinho por ela por causa disso xb


De Ana Rita Martins a 1 de Setembro de 2010 às 23:05
mariaa concordo contigo, Alan acaba sempre numa cena de suspense, e já vimos na promo que o Bill estava a dizer que o Eric já não existia ou algo assim...
Alan pode ser maluco, mas não ao ponto de matar uma das personagens mais adoradas da série...


De mariaa a 1 de Setembro de 2010 às 23:23
neeh ele não vai matar o eric, pode fingir que sim, mas não o vai fazer :b


Comentar post

Email
Follow Me!

pesquisar neste blog

 

Últ. comentários

alguem pf tem o 13} em pdf e em port. eu preciso '...
Eu ainda vou a menos de meio dos livros e por isso...
canada goose image zen-o central park
Eu, simplesmente, deixei de criar expectativas com...
Quais são as vossas expectativas, pessoal do blogu...

Categorias

1 temporada(19)

1 vol. - sangue fresco(13)

10 vol. - segredos de sangue(7)

11 vol. - sangue ardente(3)

12 vol. - sangue impetuoso(2)

2 temporada(31)

2 vol. - dívida de sangue(13)

3 temporada(160)

3 vol. - clube de sangue(14)

4 temporada(154)

4 vol. - sangue oculto(17)

5 temporada(119)

5 vol. - sangue furtivo(6)

6 temporada(46)

6 vol. - traição de sangue(10)

7 temporada(25)

7 vol. - sangue felino(24)

8 vol. - laços de sangue(8)

9 vol. - sangue mortífero(6)

charlaine harris(91)

comic con 2009(4)

comic con 2010(6)

comic con 2011(3)

comic con 2012(6)

comic con 2013(1)

comic con 2014(2)

contos - um toque de sangue(4)

correio(7)

crónicas sf(10)

elenco(84)

fanart(31)

fanfic colaborativa(1)

fãs(83)

guia(2)

merchandising(7)

mini-episódios(13)

mov(6)

notícias(134)

opinião(31)

passatempo(62)

personagem(10)

prémios(8)

promoção(4)

rtp1(6)

s05e01(2)

sábado fangtástico(18)

série de tv(39)

the sookie stackhouse companion(1)

universo sf(23)

todas as tags

Arquivos

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Sangue Fresco on Facebook

Visitantes: